MENU

Unidade de Polícia Pacificadora do Morro dos Macacos é atacada

Um PM foi atingido na perna e nas costas, mas não corre risco de vida. Criminosos atiraram contra contêiner por volta das 5h desta quinta-feira.

fonte: globo.com

Atualizado: Quinta-feira, 4 Dezembro de 2014 as 8:34

Criminosos atacaram a tiros a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. De acordo com informações da PM, o ataque foi por volta das 5h desta quinta-feira (4). Um policial militar foi ferido. As informações são do Bom Dia Rio.

Ainda de acordo com a PM, o ataque foi na base da Rua Armando de Albuquerque, que fica atrás do antigo Jardim Zoológico.

O policial ferido, que estava de serviço, foi atingido na perna e nas costas e levado para o Hospital Federal do Andaraí, na Zona Norte. Ele não corre risco de morrer.

Morro dos Macacos

Homens do 6º BPM (Tijuca) davam apoio aos policiais da UPP por volta das 7h na busca pelos criminosos na comunidade. O caso vai ser registrado na 20ª DP (Vila Isabel).

De acordo com a corporação, às 7h30 o soldado estava lúcido e passava por exames no Hospital Federal do Andaraí para checar se a bala atingiu algum órgão.

Outros ataques
Um coquetel molotov foi atirado contra a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Turano, no Rio Comprido, na Zona Norte, no início da madrugada do dia 28 de outubro. Ninguém ficou ferido. A bomba incendiária foi lançada contra a base da Matinha, num dos acessos à favela.

O ataque não chegou a causar danos à base. Policiais da UPP fizeram uma busca pela região logo após o ataque e detiveram um adolescente de 14 anos. Ele estava com uma caixa com o material usado para confeccionar os artefatos, segundo a PM.

Traficantes trocaram tiros com policiais militares e atearam fogo à base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Lins, no Subúrbio, no dia 10 de outurbro. Antes do incêndio traficantes trocaram tiros com policiais militares e atacaram policiais com pedras. Três pessoas ficaram feridas: um policial militar, um homem e um adolescente. O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo).

veja também