MENU

Cientistas abrem sarcófago de 2.500 anos e preparam múmia para viagem

Museu Field de História Natural tem a múmia desde a década de 1920. Ideia é estabilizar a múmia para que ela possa viajar para exposição.

fonte: Globo.com

Atualizado: Sexta-feira, 12 Dezembro de 2014 as 11:27

Equipe do Museu Field, de Chicago, trabalha para conservar múmia de 2.500 anos (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)Equipe do Museu Field, de Chicago, trabalha para conservar múmia de 2.500 anos (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)

 

O Museu Field de História Natural, em Chicago, nos Estados Unidos, começou a trabalhar na conservação de uma múmia de 2.500 anos de um garoto egípcio que morreu aos 14 anos de idade.

Os cientistas abriram o sarcófago pela primeira vez na semana passada. O menino, chamado Minirdis, era filho de um religioso. Os pesquisadores esperam estabilizar a múmia e o caixão para que eles possam viajar na exposição "Múmias: Imagens do Além-vida" (Mummies: Images of the Afterlife), que deve estrear em Los Angeles em setembro.

Os pesquisadores estão criando peças de madeira para reparar as partes quebradas do sarcófago. Eles também estão usando linho novo para reparar os buracos na máscara mortuária.

O Museu Field têm a múmia desde a década de 1920. Ela faz parte da coleção composta de 30 múmias completas do Egito.

 Múmia é vista dentro de sarcófago em museu de Chicago (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)
Múmia é vista dentro de sarcófago em museu de Chicago (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)
 Detalhe mostra pés da múmia de menino egípcio de 14 anos (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)
Detalhe mostra pés da múmia de menino egípcio de 14 anos (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)
 Múmia pertence a museu desde os anos 1920 (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)
Múmia pertence a museu desde os anos 1920 (Foto: AP Photo/Charles Rex Arbogast)

veja também