A ciência busca saber: estamos perto do fim?

Documentários de National Geographic traçam paralelos entre evidências científicas e as Escrituras Sagradas

fonte: Guiame, com informações Blasting News

Atualizado: Segunda-feira, 7 Dezembro de 2015 as 3:55

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A Escatologia, o estudo do fim dos tempos, é um assunto abordado e discutido há muitíssimo tempo pelos cristãos de todas as épocas. Desde a revelação dada a João no livro de Apocalipse, há empenho por parte dos crentes de entender os sinais que Deus estava revelando a seu povo, o que aconteceria com a humanidade e como chegaríamos ao nosso lar celestial. Mas este assunto não tem intrigado apenas cristãos.

Toda a humanidade, independentemente de língua ou nação, quer saber para onde estamos caminhando, e qual será o futuro de nosso planeta – se vamos permanecer nele ou não, entre outras questões. Com o cenário atual, que apenas se agrava a cada dia, a população mundial está em alerta.

Guerras entre nações e grupos terrosristas, fomes e catástrofes naturais por toda parte, tem levado os estudiosos e cientistas a pensar se realmente estamos caminhando para aquilo que a Bíblia chama de Fim dos Tempos.

O canal de tv a cabo National Geographic tem mostrado e analisado sinais de que o mundo não é mais o mesmo em uma série de documentários, o mais famoso chamado Omnes Of The Apocalypse, ou na tradução Sinais do Fim dos Tempos. A série analisa os acontecimentos atuais, traçando relação com as profecias reveladas na Palavra de Deus, e os mistérios contemporâneos, comprovando a veracidade das Escrituras.


Grupo do Estado Islâmaico (Foto: Reprodução)

Segundo eles, os principais sinais são:

Guerras

O movimento crescente de atentados terroristas tem alertado o mundo, o medo está sendo implantado no oriente e na Europa, e diversos países tem se aliado aos Estados Unidos para enfrentar uma real guerra contra o terrorismo.

Doenças

Nos últimos anos, tem sido grande o número de doenças que surgem de tempos em tempos. Milhares pessoas tem sido vítimas mortais da dengue e do ebola, pessoas tem morrido por infecções que aparecem repentinamente, e que fogem do controle dos médicos. Não se sabem de onde vieram e qual é a cura. No Brasil, atualmente um surto de microcefalia tem atingido recém-nascidos (leia aqui sobre o vírus zika).

Fome e miséria

Parece sensacionalismo ou mentira, mas ainda hoje milhares de pessoas no mundo tem morrido de fome e inanição. Não apenas na África, onde o cenário e as condições são mundialmente conhecidas (e nem por isso solucionadas), mas há atualmente uma crise migratória, onde milhões de refugiados estão espalhados pelo mundo em condições sub-humanas.

 

O aumento da violência, a perda do valor do ser humano, e dos valores familiares, catástrofes naturais (porexemplo, o terremoto que atingiu a região norte do Brasil no último dia 26), estão na lista de sinais que Jesus deixou nos Evangelhos. A humanidade está observando os sinais, e aguardando.

 

Para saber mais sobre as séries e outros documentários da National Geographic, clique aqui para o site brasileiro, e aqui para o site americano.

 

veja também