As cinzas do carnaval

As cinzas do carnaval

Atualizado: Quarta-feira, 5 Março de 2014 as 8

cinzasMeu Deus, nada é tão colorido no nosso país quanto o carnaval.
 
Esse colorido não diz respeito apenas às cores vibrantes, elaboradas e projetadas para combinarem entre si, mas também para o colorido que se pinta do quão maravilhoso é o carnaval, a festa, onde ninguém é de ninguém, e a consciência não tem fatia nesse bolo.
 
Nossa nação, infelizmente, é dirigida pelo carnaval. Tudo começa depois do carnaval, inclusive o ano.
 
Durante esses dias em que se "pula" carnaval, tudo de mais imoral e libertino acontece.
 
Muito de tudo isso é com o consentimento de quem faz. Alguns estão tão bêbados ou chapados, que nem sabem o que estão fazendo ou para onde estão indo.
 
São poucos os dias em que ele acontece, para a grandeza e a quantidade de seqüelas gravadas nas memórias e corações dos foliões.
 
Muito se faz, muito se gasta, há muito preparo para esse tempo. 
 
Alguns (muitos) chegam a economizar o ano todo para ir à determinados lugares onde a safadeza é maior, e as pessoas são mais soltas e abertas às luxurias carnavalescas. Chegam nessa terra de ninguém e aprontam todas, desrespeitam leis, afinal, nessa época do ano tudo é permitido.
 
É engraçado que a "Festa da Carne" termina na terça-feira e o outro dia leva o nome de quarta-feira de cinzas. Esse talvez seja realmente o nome mais adequado para fechar com chave de ouro esse acontecimento que é, infelizmente, a imagem do nosso país no exterior.
 
Cinzas é o que sobrou, é o resto.
 
As Cinzas na quarta-feira são para o luto dos casamentos acabados, do respeito perdido, do estado alcoolizado extremo de muitos, das drogas em quantidades exorbitantes e incalculáveis, da prostituição abundante de ambos os sexos, da propagação da AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis, dos filhos que nunca saberão quem são seus pais. Estão presos nas garras do senhor da carne. É muita conseqüência para poucas horas de euforia.
 
Quando se espalham as cinzas, se pode ver o enorme vazio na vida e no coração daqueles que buscam nos prazeres da festa da carne aquilo que não se pode comprar. A alegria e o entusiasmo que não se forjam com atitudes e doutrinas terrenas.
 
Tudo o que o carnaval destruir, Jesus pode reconstruir.
 
"O Espírito do Soberano Senhor está sobre mim porque o Senhor ungiu-me para levar boas notícias aos pobres. Enviou-me para cuidar dos que estão com o coração quebrantado, anunciar liberdade aos cativos e libertação das trevas aos prisioneiros,
para proclamar o ano da bondade do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; para consolar todos os que andam tristes, e dar a todos os que choram em Sião uma bela coroa em vez de cinzas, o óleo da alegria em vez de pranto, e um manto de louvor em vez de espírito deprimido. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantio do Senhor, para manifestação da sua glória." Isaías 61:1-3
 
Que um dia esse país seja conhecido lá fora como exemplo de educação, povo de caráter, baixa mortalidade, e principalmente, como um país que serve ao Senhor Jesus. Amém!
 
 
- Rhanúsia Lara e Bruna Tavares
 

veja também