Distúrbios alimentares, uma ameaça à vida

Efeitos colaterais como danos aos órgãos reprodutores, taxas cardíacas e metabólicas anormais, e falência cardíaca e renal podem ocorrer em pessoas que sofrem dos distúrbios.

fonte: Guiame, com informações de Ignite Your Faith

Atualizado: Terça-feira, 19 Janeiro de 2016 as 5:34

Os distúrbios são um risco para sua saúde física, mental e espiritual. (Foto:Reprodução)
Os distúrbios são um risco para sua saúde física, mental e espiritual. (Foto:Reprodução)

Vez ou outra na vida, todos usamos a comida para nos confortar quando estamos desanimados. Mas quando sua alimentação atinge um nível compulsivo, controlando seus pensamentos, seus impulsos, te fazendo tomar atitudes drásticas, passa a ser um risco para sua saúde física, mental e espiritual.

Podendo ir da ingestão de medicamentos, inanição total e até tentativas de suicídio, o termo “distúrbio alimentar” é usado pelo médicos, nutricionistas e profissionais da saúde para descrever pessoas obcecadas por comida ou padrões inapropriados de alimentação, e com seu peso.

Dois tipos de distúrbios alimentares são anorexia e bulimia. Anorexia é uma desordem de origem emocional envolvendo auto inanição que resulta em um corpo extremamente magro. Bulimia é um padrão de excessiva ingestão de alimentos, e em seguida expelir esses alimentos, geralmente pela indução do vômito. Ambos os distúrbios podem ser fatais.

 Efeitos colaterais como danos aos órgãos reprodutores, taxas cardíacas e metabólicas anormais, e falência cardíaca e renal podem ocorrer em pessoas que sofrem desses distúrbios. Em outras palavras, um distúrbio alimentar pode ser muito perigoso e precisa imediatamente de atenção.


Um grupo de partilha pode ajudar a encontrar forças em Cristo (Foto:Reprodução)

Se você deseja Cristo como centro de sua vida, e não a comida, um grupo de partilha e aconselhamento em uma igreja próxima a você pode te ajudar a encontrar forças em Cristo para vencer suas tentações alimentares. A palavra de Deus diz “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estarei” (Mateus 18:20).

Jesus Cristo ama você, e se importa com seu problema alimentar mais do que você mesmo. Busque-o primeiramente e permita que Ele te ajude tomando o lugar de seus anseios por comida e trocando sua luta por uma imagem corporal melhor por um compromisso leve e agradável com Cristo.

Procure o quanto antes ajuda profissional, um médico que entenda de desordens alimentares e pergunte a ele que tipo de ajuda você realmente precisa para este problema.

veja também