É hoje...

É hoje...

Atualizado: Quinta-feira, 20 Fevereiro de 2014 as 12:42

Jesus está voltandoDiz aí, galerinha de Deus! Antes de começarmos a conversa de hoje, desejo compartilhar um sonho que tive há alguns anos. Nele, o céu estava repleto de nuvens que eram levadas pelo vento, com aquele brilho dourado que aparece nos fins de tarde. De repente, do meio daquelas nuvens, surgia um clarão maior ainda. Era Jesus! Nosso Senhor e Salvador! No fundo, por uma voz retumbante, escutava-se o texto de Lucas 21.27:
 
Então, se verá o Filho do Homem vindo numa nuvem, com poder e grande glória.
 
Daí, acordei… O sonho teve pequena duração, mas não consigo esquecer de nenhum detalhe dele até hoje! E olha que sou péssimo para recordar do que faço dormindo (creio que todos somos iguais nesse aspecto… rs).
 
Dentro do teor dessa passagem bíblica, fica o questionamento: como nos comportaríamos caso soubéssemos o dia exato da volta de Cristo? Provavelmente deixaríamos de lado muita coisa errada que ainda fazemos por pura teimosia.
 
Como sabemos, só Deus Pai sabe quando Jesus voltará para levar Sua Igreja (Mateus 24.36). Mas isso não tira nossa responsabilidade de vigiar cada atitude que tomamos, lembrando que elas asseguram (ou não) o uso do bilhetinho de metrô da linha Terra-Paraíso.
 
O Senhor diz através do apóstolo Pedro que Ele virá como um ladrão (2 Pedro 3.10). Esse texto não poderia ser mais atual. Você já se deu conta de que os criminosos agem nos momentos mais inesperados? Não importa o sistema de câmeras, alarmes, cacos de vidro no muro, cães de guarda, fosso com jacarés mutantes. Os bandidos sempre conseguem encontrar um meio de invadir e deixar muitos no prejuízo.
 
Quando Jesus voltar, nós não poderemos dizer que não tivemos oportunidades (sim, no plural) de nos aproximarmos dEle.
 
Deus não deseja ser nosso Senhor só amanhã. É uma relação que deve ser amadurecida desde já. Deixar para depois é atitude de quem brinca com a sorte e acha que ter a vida longe dos caminhos da salvação é uma decisão sensata (e sabemos que não é isso). “Sou muito jovem para me comprometer com a igreja…”. Esse discurso é tão verdadeiro quanto uma nota de 3 reais.
 
O autor de Eclesiastes deu o conselho de que o caminho onde devemos construir toda nossa vida é no Senhor (Eclesiastes 12.1).
 
Conhecendo que Cristo em breve voltará, não podemos nos dar ao luxo de ter o coração indiferente àquilo que Deus requer de nós.
 
Ao invés de temermos que Jesus retorne, nossa decisão deve ser de arrependimento pelo que fizemos de errado aliado à renovação de mente. E tudo isso com alegria, na certeza de que passaremos a eternidade com nosso Senhor.
 
O sonho que contei logo será realidade. Vamos embarcar no Terra-Paraíso? Ele está nos chamando!
 
 
- Diego Cesar
 

veja também