Estou duvidando da minha fé

Eu não conheço ninguém que tenha tido esses mesmos sentimentos. Como posso me livrar dessas dúvidas?

fonte: Guiame, com informações de Ignite Your Faith

Atualizado: Terça-feira, 6 Dezembro de 2016 as 2:41

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Eu tenho tido dúvidas e inseguranças sobre a minha fé. Sinto como se eu precisasse de algo mais tangível, algo que eu possa ver e tocar. Eu não conheço ninguém que tenha tido esses mesmos sentimentos. Como posso me livrar dessas dúvidas?

Você não está sozinho. Talvez você seja apenas mais aberto e honesto sobre seus sentimentos do que muitas pessoas que você conhece. Na verdade, eu diria que a maioria dos seguidores de Cristo já lutaram contra dúvidas em algum momento.

Duvidar de sua fé não é necessariamente algo ruim. Na verdade, isso pode te levar ao crescimento espiritual e à maturidade. Pode ser um momento em que você possa viver uma transformação profunda e real.

Portanto, não seja duro consigo mesmo por ter dúvidas. Ainda assim, gostaria de te encorajar a descobrir de onde surgiram suas dúvidas:

Questões intelectuais: Neste caso, as dúvidas das pessoas vêm de perguntas sobre o que é verdade e o que é lógico. As pessoas que têm dúvidas intelectuais, muitas vezes, têm perguntas como estas: por que eu deveria acreditar que a Bíblia é inspirada por Deus? O cristianismo é diferente de outras religiões? Por que a evolução é verdade?

Quando eu era jovem, eu tinha dificuldade em compreender o conceito da ressurreição de Cristo. Eu levei tempo para ler, estudar e ouvir especialistas sobre o tema. Hoje, eu acredito que há razões intelectuais, históricas e científicas para acreditar que Jesus realmente ressuscitou dos mortos.

Questões emocionais: Estas questões, muitas vezes, vêm de mágoa ou tristeza. O cético emocional pode fazer perguntas que são semelhantes ao cético intelectual: Por que Deus permite o sofrimento? Como pode um Deus amoroso mandar alguém para o inferno por não ser cristão? Por que as pessoas nascem com deficiência?

A diferença é que as dúvidas emocionais não são facilmente respondidas com argumentos intelectuais. Por quê? Porque o seu problema não é intelectual. Geralmente é sobre seus sentimentos feridos.

Dúvidas emocionais não precisam de "respostas", elas precisam de amor e conforto de Deus. Pessoas que sentem essas dúvidas, muitas vezes, precisam de um ombro para chorar e alguém para ouvi-las. Se você está duvidando por causa de alguma dor em sua vida, eu te encorajo a encontrar um cristão maduro, que seja um bom ouvinte.

Na verdade, eu te encorajo a conversar com alguém que possa ajudá-lo durante este tempo de dúvida. Existe um cristão maduro em sua vida que você pode confiar? Este seria o tipo de pessoa que iria tirar suas dúvidas, e que não iria te menosprezar ou te repreender. Mais uma vez, insisto: procure um cristão maduro.

Jim Burns

veja também