'A morte não agenda visitas, apenas aparece' - Thiago Grulha

Aprendamos a não perder as chances que a vida nos dá

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 7 Abril de 2014 as 2:53

José Wilker

Triste ver pessoas morrendo.

Partindo sem voltar.

Levando os sorrisos que enchiam a sala de alegria.

Calando as palavras de amigo.

Separando o inseparável.

Desafinando a música da festa.

Apagando as luzes do natal. Esvaziando a mesa da ceia. Fazendo a saudade nascer, crescer e perdurar. Anoitecendo tudo.

Abraçamos lembranças procurando os que se foram. Buscamos suas vozes no silêncio. Quase conseguimos vê-los desenhados na nossa memória.

Dói não poder esperar o retorno. Dói não ter mais nada que possa ser feito. Dói ter que engolir as frases não ditas. O "eu te amo" negligenciado. O "eu confio em você" tão esperado.

Triste demais!

A morte não agenda visitas, apenas aparece.

Aprendamos a não perder as chances que a vida nos dá.

 

Refletindo, depois de ouvir o Tony Ramos chorando por seu amigo José Wilker.


- Thiago Grulha

veja também