O que você tem em mãos?

Tenho resistido ao cumprimento daquilo que Deus confiou a mim?’; Pergunto, então, a você: o que você tem em mãos?

fonte: Não Morda a Maçã

Atualizado: Quarta-feira, 4 Junho de 2014 as 4:26

mãoEm Êxodo, lemos que após a morte de José, os israelitas foram severamente escravizados no Egito. Eles clamaram muito a Deus por liberdade, e Deus os ouviu! A solução de Deus estava em um hebreu que fora criado no palácio do faraó: Moisés.

Já adulto, Deus chamou Moisés para se colocar diante do faraó com o intuito de libertar os israelitas, no entanto, ele – com medo – resistiu. Até que Deus perguntou-lhe: ‘o que você tem na mão?’

Moisés tinha uma vara e Deus mostrou-lhe que, por meio deste objeto, revelar-se-ia ao povo. Todavia, Moisés permaneceu resistente, cheio de inseguranças. O Senhor aliviou o medo dele levantando Arão para acompanhá-lo; a Arão cabia verbalizar o que, na verdade, Moisés deveria falar ao faraó.

Ao ler esse texto, fiz a mesma pergunta a mim mesma: ‘o que eu tenho em minhas mãos? Tenho resistido ao cumprimento daquilo que Deus confiou a mim?’; Pergunto, então, a você: o que você tem em mãos?; Como igreja: o que temos em nossas mãos?

Basta-nos alguns minutos de reflexão para percebermos que nossas mãos carregam uma porção de coisas; estas, são as nossas habilidades, aquilo que sabemos fazer. Nossas mãos, neste contexto, têm função metonímica, isto é, a parte (mão) representando o todo (nossa vida).

É por meio do que temos que Deus realiza seus planos em nossas vidas. Às vezes, até para libertar – do mal – alguns de nossos semelhantes. Com nossas habilidades, cumprimos o que Deus planejou para nós. Somos todos dotados de dons e talentos, todos nós temos algo a oferecer para o reino de Deus.

Para finalizar, voltando a Moisés, mais a frente Deus reforça a importância da vara: ‘Mais uma coisa: Não esqueça a vara. Com ela você vai fazer os milagres’ (Êxodo 4:17 – Nova Bíblia Viva). Em suma, não nos esqueçamos das habilidades e dons que Deus nos deu, eles estão em nossas mãos para a glória de Deus.

‘E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens.’ (Colossenses 3:23)

Deixemos os nossos dons e as nossas habilidades a serviço de Deus, para Sua glória e para propagação do reino divino!


- Tathiana Oliveira

 

veja também