Quando perdemos o controle

Quando perdemos o controle

Atualizado: Quinta-feira, 20 Março de 2014 as 1:39

ansiedadeFiodor Dostoievsky já dizia: “O homem percebe apenas suas tristezas. Ele lida com sua felicidade como algo natural”.
 
Quem nunca questionou a Deus sobre um problema que estava passando, uma dor, uma perda. Não costumamos questionar a Deus quando o contrário acontece: “Senhor, por que me abençoastes? Por que eu, por que não minha/meu irmã(o) aqui do lado?”
 
São parte do pacote humano os questionamentos, as dúvidas, o medo que faz com que tenhamos sempre nossa vida ali, sob controle, sob nosso controle. Inconscientemente dizemos com nossas atitudes precipitadas que nós não confiamos muito na forma como Deus vem dirigindo nossas vidas.
 
Quando tudo está bem, percebemos o sublime toque divino e a forma espetacular como Deus encaixou todas as peças. O difícil é enxergar isso em meio a uma tempestade com seus pés afundando na água. Como é difícil esperar, como é difícil entender, ou tentar entender, os planos de Deus para nossa vida.
 
E assim vivemos, tentando entender, o que não nos cabe: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos que os vossos pensamentos” (Is 55.8-9).
 
Confiar a direção de nossa vida a Deus é como fazer o que Abraão fez: levar, mesmo sem entender, seu único filho, o filho da promessa, para ser oferecido em holocausto (Gn 22. 1-19).
 
Podemos nos perguntar: como viver desta forma, como confiar em Deus a tal ponto? A resposta é: busque conhecer a quem você quer entregar seu coração, seus planos, seus sentimentos, sua família, sua vida. Abraão buscava ter intimidade com o seu Senhor e Salvador, ele era amigo de Deus.
 
Quando as peças não se encaixarem, quando você se ver começando do zero após tudo que achou que era certo ter dado errado, lembre-se que você não entende porque o que Deus quer é te surpreender com os planos dele para sua vida!
 
Haverá momentos que você será como Abraão e não questionará a vontade de Deus, apenas confiará em sua provisão. Mas em outros momentos, você será como Jó e irá questionar sim. Mas não se esqueça: Deus conhece quem somos. Ele não muda, suas promessas não morrem.
 
Abra espaço para Deus assumir o controle de sua vida!
 
 
 
• Danny Rodrigues

veja também