Siga… até onde a vista alcançar!

Saber que Deus conhece os caminhos do coração e o lançar dos olhos é uma medida de que de modo nenhum fará o jovem voar mais baixo, mas com certeza dará a ele voos mais seguros, capazes até de influenciar a história de uma nação inteira

fonte: Ultimato jovem

Atualizado: Sexta-feira, 15 Agosto de 2014 as 1:44

olhoO dia 12 de agosto foi definido pela ONU (Organizações das Nações Unidas) como o dia Internacional da Juventude. Esse dia tem como objetivo promover debate e sensibilização sobre temas relacionados à “agenda” da juventude (fonte: www.juventude.gov.br).

A juventude sempre fez a diferença. Em um estudo recente e muito bem qualificado, chamado de “O sonho brasileiro”, uma ampla e profunda pesquisa foi realizada para entender melhor o brasileiro e suas expectativas e ambições. A base para este estudo foi o jovem entre 18 e 24 anos, visto que, histórica e socialmente, esta faixa etária serve de inspiração para aqueles que já estão acima desta e, também é desejada, aspirada, por aqueles mais novos. Uma faixa etária que sempre foi muito influente nos processos de grandes mudanças que aconteceram na nossa nação.

É notório, então, a importância e a influência deste grupo para a história de uma nação, para o ambiente social e para o que será escrito a partir dela. O que, então, podemos dizer e como canalizar todo esse potencial reconhecido para que a glória de Deus resplandeça e provoque a divina transformação na vida das pessoas?

As Escrituras nunca ignoraram a juventude. A história bíblica ressalta a importância e o valor de jovens que Deus usou para fazer a diferença no meio do seu povo. Davi, Daniel, Gideão são apenas alguns exemplos de gente que, sendo jovem, “causou”. A Bíblia não apenas conta a história de jovens, mas também fala aos jovens e, de maneira muito especial, um texto chama a atenção.

Em Eclesiastes 11.9 lê-se, no início:

“Alegre-se, jovem, na sua mocidade! Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude! Siga por onde o seu coração mandar, até aonde a vista alcançar” (NVI).

Essa é uma proposta maravilhosa, bem ao encontro da expectativa jovem por liberdade e autonomia. É a vida Free Style recomendada pelo sábio professor, alguém que viveu tudo o que um homem poderia viver e, agora, apresenta suas impressões e conclusões sobre a vida. A força, a intensidade, a energia, a emoção, o impulso jovem sendo reconhecido e valorizado, incentivado e destacado para que a vida seja vivida na sua plenitude. Os sonhos, as ambições, as inovações, a “agenda” da juventude sendo considerada. Como é bom encontrar essa perspectiva a respeito da juventude.

O texto não para por aí, no entanto. A sequência dele é ainda mais surpreendente e boa:

“Alegre-se, jovem, na sua mocidade! Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude! Siga por onde o seu coração mandar, até aonde a vista alcançar; mas saiba que por todas essas coisas Deus o trará a julgamento”.

Deus está por dentro dos caminhos do seu coração e do lançar dos seus olhos. Deus sabe, Deus sempre saberá, e ainda mais, um dia haverá prestação de contas.

Onde, afinal, isso é surpreendentemente bom?! Que alegria pode haver em fazer o que quiser se por essas coisas alguém será julgado por Deus? Essa é a questão! Para quem não conhece a Deus isso é um peso, mas para quem o conhece realmente essa é a garantia de que a juventude passa, mas o que nela se escreve pode permanecer para sempre.

Saber que Deus conhece os caminhos do coração e o lançar dos olhos é uma medida de que de modo nenhum fará o jovem voar mais baixo, mas com certeza dará a ele voos mais seguros, capazes até de influenciar a história de uma nação inteira.

Quem anda com Deus não tem medo de sonhar, pois sabe que pode seguir por onde o seu coração mandar, até onde a vista alcançar.


– Rodolfo Gois

 

veja também