A Palavra e os Sinais de Deus

A Palavra e os Sinais de Deus

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:32

Coluna Pr. Ronaldo Alves de Melo

A Palavra e os Sinais de Deus

 

Atos 6:7-8 - "A Mensagem de Deus era pregada em círculos que se alargavam cada vez mais, e o número dos discípulos aumentava enormemente em Jerusalém; muitos dos sacerdotes judaicos também se converteram. Estêvão, o homem tão cheio de fé e do poder do Espírito Santo, fazia milagres espantosos entre o povo".

Atos 8:3-8 - "Paulo andava como que furioso, e ia a todos os lugares para destruir os crentes, entrando até nas casas particulares, arrastando para fora tanto homens como mulheres, metendo todos na cadeia. Mas os cristãos que tinham fugido de Jerusalém iam por todos os lugares pregando a Boa Nova de Jesus! Felipe, por exemplo, foi para a cidade de Samaria e falou a respeito de Cristo ao povo dali. As multidões ouviram atentamente o que ele tinha a dizer, por causa dos milagres que fazia. Muitos espíritos maus eram expulsos, e gritavam ao deixar suas vítimas. Muitos paralíticos e coxos eram curados, de modo que havia grande alegria naquela cidade!"

Atos 14:8-11 - "Enquanto eles estavam em Listra, descobriram um homem paralítico dos pés, que era assim desde que nasceu, e por isso nunca havia andado. Ele estava ouvindo Paulo pregar; Paulo olhou bem para ele e viu que tinha fé para ser curado! Então Paulo gritou para ele: Levante-se! E o homem pulou sobre os pés e começou a caminhar! Quando a multidão que ouvia viu o que Paulo tinha feito, gritou na língua deles: Estes homens são deuses que vieram em corpo humano!".

 

Se você deseja saber mais a respeito do Espírito Santo, deve ler todo o livro de Atos dos Apóstolos. Muitos teólogos chegaram a sugerir que o nome do livro deveria ser Atos do Espírito Santo , pois vemos neste livro como a igreja nasceu e se espalhou por todo o mundo, sempre no Poder do Espírito Santo.

Analisando o primeiro texto, vemos que a mensagem de Deus era assunto nas rodas de conversa em Jerusalém e que o número dos discípulos aumentava enormemente. A fé vem pelo ouvir da palavra de Deus e certamente os primeiros cristãos falavam muito da Palavra. A Palavra produziu fé e o Espírito Santo operou milagres entre o povo. Aleluia!

Analisando o segundo texto, vemos uma violenta perseguição sobre os cristãos de Jerusalém. Tiveram que fugir da cidade, mas não cessaram de pregar em todos os lugares por onde passaram. Vemos também que houve grande alegria em Samaria, porque através de Felipe o Evangelho foi pregado e milagres aconteceram! Nada pode deter o povo de Deus cheio do Espírito Santo! O Evangelho se espalhou e cresceu ainda mais! Que povo corajoso e ousado!!!

No terceiro texto, vemos que Paulo (o perseguidor do segundo texto) e Barnabé estão em uma cidade chamada Listra pregando o Evangelho e curam um paralítico de nascença. O poder de Deus era tão grande na vida deles, que o povo daquela cidade pensou que Barnabé e Paulo fossem deuses. Se você continuar lendo o texto até o final do capítulo, reparará que Barnabé e Paulo deixaram bem claro que eram homens comuns e não deuses. Paulo acaba sendo expulso da cidade, apedrejado e dado como morto. Certamente ninguém em seu perfeito juízo voltaria àquela cidade, mas Paulo voltou e continuou pregando o Evangelho publicamente! Oh, Glória !!!

Nos três textos analisados vemos que a Palavra de Deus era levada a sério. Estava na boca e no coração dos cristãos e o Espírito Santo tinha liberdade para agir e manifestar seu glorioso poder! Os cristãos eram vasos consagrados para a realização do projeto de Deus aqui na terra: Ide por todo mundo...  A igreja era unânime no propósito de alcançar aqueles que estavam ainda perdidos no Reino das Trevas! Graças a eles, o Evangelho se expandiu e chegou até nós.

Somos responsáveis pela salvação de nossa geração. O mundo está sofrendo e precisa crer no evangelho (Romanos 13:13-15). O que temos feito? Que a Palavra do Senhor esteja em nossa boca e em nosso coração (Romanos 10:8,9). Que o Evangelho seja conhecido, praticado e transmitido nos nossos dias!

 "Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar" -  (II Crônicas 7:14-15).

 

Ronaldo Alves de Melo é pastor e Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional.

Siga-nos

Mais do Guiame