Especialistas ensinam a tratar problemas com o cabelo no inverno

Nessa época fria os fios precisam de cuidados redobrados

fonte: www.minhavida.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 30 Junho de 2014 as 2:54

cabeloSeguindo a tendência do nosso organismo, o cabelo fica mais fragilizado no inverno e precisa de mais cuidados.

Nessa época, as pessoas priorizam as roupas e deixam de lado as madeixas, principalmente.

Mas os especialistas listam soluções para alguns problemas dos fios no inverno. Confira:

Ressecamento

Nos dias frios, temos a tendência de usar água muito quente para lavar os cabelos. O problema é que o banho muito quente e prolongado acaba retirando o óleo natural do couro cabeludo, chamado manto hidrolipídico, como explica o consultor de beleza capilar Gennaro Preite. "O manto hidrolipídico é uma camada protetora do couro cabeludo e tem a função de lubrificá-lo, por isso, sua total retirada, provocada pela água quente, pode dar aos fios um aspecto mais áspero e de ressecamento", afirma o especialista.

Um jeito de controlar o problema é lavar os cabelos com água morna. Mas, calma que não somos malvados! Não queremos ver ninguém morrendo de frio, por isso, o especialista nos oferece uma solução muito mais prática: "Você pode tomar seu banho quente como desejar, mas a dica aqui é para, em vez de deixar os cabelos embaixo da água por 30 ou 40 minutos, deixe para lavá-los por último, nos seus cinco minutos finais de banho. Prenda-os ou use touca de banho para evitar molhar os fios antes da hora."

Mas, não é só a água quente que deixa os cabelos mais ressecados. Gennaro explica ainda que no inverno costumamos beber menos água, o que contribui também para o enfraquecimento dos fios. A dica para contornar essa situação é simples e fará bem para a manutenção da sua saúde como um todo: não deixe de consumir bastante líquido, mesmo que as temperaturas estejam baixas.

Oleosidade

O outro lado da moeda também acontece bastante no inverno e é até mais comum. Com o frio já falta coragem para tomar banho, quanto mais lavar os cabelos, não é mesmo? Por isso, nossa tendência é ficar mais tempo sem lavar. O fato de não transpirarmos tanto também ajuda a mantê-los cheirosos por mais tempo. Mas essa demora pode aumentar a oleosidade do couro cabeludo. Além disso, o consultor Gennaro Preite explica que lavar demais com água quente pode tanto ressecar, como, em alguns casos, aumentar essa oleosidade. "Para algumas pessoas, o organismo entende que a retirada do manto hidrolipídico precisa ser corrigida e por isso, acaba produzindo mais desse óleo natural, deixando a cabeleira mais pegajosa. Os mesmos cuidados que evitam o ressecamento, evitam também a oleosidade."

Cabelos quebradiços

Ninguém gosta daquela turminha de fios que insiste em ficar arrepiado. Aqueles fiozinhos de cabelo, o frizz, que teimam em ficar em pé geralmente são causados pela quebra dos fios. Embora cabelos quebradiços aconteçam mais naqueles que sofrem processo químico, no inverno os fios sofrem mais com a ação de fatores externos e, por isso, ficam mais rígidos e quebram mais facilmente.

O consultor de beleza capilar Gennaro Preite afirma que o frio afeta diretamente os fios. "Nessa época, o ideal é não sair de casa com os cabelos molhados, pois a água que fica nos fios se solidifica, facilitando a quebra da fibra capilar. Para evitar que isso aconteça, procura sair somente quando os cabelos estiverem secos. Usar secador ajuda."

Falta brilho

Tá bom, você não deixa seu cabelo ficar oleoso e passa cremes para evitar o ressecamento. Ótimo! Mas, ainda sim existe um outro tormento que costuma aparecer no inverno, a falta de brilho dos fios. "A opacidade aparece principalmente quando você sai na rua com o cabelo molhado. Os fios de cabelo são formados por várias escamas. A água quente faz com que essas escamas fiquem abertas e, por isso, não refletem a luz do dia. Vem daí a perda de brilho do cabelo". O profissional indica que para contornar a situação, a hidratação é a melhor pedida. "Só não adianta querer fazer tudo no inverno. A hidratação tem que ser feita sempre, ao longo do ano, para colher resultados mais satisfatórios. Uma vez a cada quinze dias é o ideal", ressalta Gennaro Preite.

Usar ou não o secador?

Nessa época do ano, o secador vira um aliado, afinal sair no frio com o cabelo molhado pode, entre outras coisas, garantir uma tremenda de uma gripe. Por isso, o secador é muito bem-vindo, desde que não seja com vento muito quente e próximo aos fios. "Evite também escovar os cabelos todos os dias, para não deixar os fios finos e desgastados. O ideal é usar o secador para apenas secá-los e depois, caso o secador tenha essa opção, use um jato de vento frio para que as cutículas capilares abertas com o calor se fechem e não ocorra o ressecamento", aconselha o consultor de beleza.

Queda do cabelo

Você sabia que a estação é a mais propícia para as quedas de cabelo? Isso porque, além dos motivos citados acima, como ressecamento e lavagem em menor frequência, a queda de cabelo acontece também porque estamos mais dispostos a comer comida mais gordurosa e porque nosso sistema imunológico fica mais fragilizado com o frio. Outro fator que pode influenciar é o aumento do estresse, típico do fim do semestre.

Uso de acessórios

Prendedores, chapéus, boinas e toucas de lã contribuem para dar o tom "chique" do inverno. No entanto, eles podem também trazer alguns perigos às madeixas. Gennaro ensina que o uso constante desses acessórios contribui para o aumento da oleosidade, pois abafam o couro cabeludo, favorecendo, também, a proliferação de fungos e bactérias. "Esses acessórios precisam ser higienizados pelo menos uma vez por semana com um bactericida. Além disso, é bacana que se alterne o uso deles. Se foi de chapéu hoje, não o vista amanhã. Lembrando sempre de jamais colocar algo na cabeça enquanto o cabelo estiver molhado", indica o especialista.

 

veja também