Especialistas indicam a maneira correta de usar o protetor solar

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 23 Dezembro de 2014 as 10:29

Dados da Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), diz que o Brasil responde por 23% do mercado de protetores solares do mundo. Uma pesquisa feita este ano pela empresa de pesquisa de mercado Mintel, a pedido da Abihpec, concluiu que 50% dos brasileiros usaram protetor solar com FPS acima de 30 nos últimos seis meses.

Apesar do consumo disseminado do produto, especialistas alertam que a maioria das pessoas não usam a proteção de forma adequada e continuam parcialmente vulneráveis aos efeitos nocivos do sol. “O usuário sabota o protetor solar”, diz o dermatologista Marcus Maia, coordenador do Programa de Combate ao Câncer de Pele da Sociedade Brasileira de Dermatologia e professor da Faculdade de Medicina da Santa Casa.

Entre os principais erros está usar uma quantidade menor do que a indicada, não reaplicar o protetor periodicamente, esquecer de passar em determinadas áreas do corpo expostas ao sol e escolher um produto com FPS menor do que o recomendado. A pesquisa da Mintel aponta, por exemplo, que só 39% dos brasileiros afirmam que usam o FPS mais correto para suas peles. Para se preparar para o verão, que começa neste domingo (21), veja dicas de como se proteger do sol da melhor forma.

Quantidade certa
Especialistas recomendam usar o protetor solar em todas as áreas expostas. No dia a dia, por exemplo, rosto e braços devem ser protegidos.

Quando houver uma exposição intencional, como quando se vai à praia ou à piscina, a forma correta de usar o protetor solar é aplicar duas camadas do produto em todo o corpo ou uma colher de chá para rosto, cabeça e pescoço; duas colheres de chá para frente e trás do torso; uma colher de chá para cada braço e duas colheres de chá para cada perna. As recomendações são do Consenso Brasileiro de Fotoproteção, lançado em 2013.

O protetor solar deve ser aplicado 15 minutos antes da exposição ao sol e deve ser reaplicado a cada duas horas enquanto se estiver exposto.

Maia lembra que o protetor deve ser usado em qualquer horário do dia, mesmo em dias nublados. “Não existe mais o ‘sol bonzinho’ agora que sabemos que os raios UVA também causam câncer”, diz.

veja também