Saiba quais tratamentos de beleza são liberados durante a amamentação

Alguns tratamentos corporais já podem ser realizados pelas mamães após 30 ou 40 dias do parto. Para os tratamentos faciais não há restrição de tempo.

fonte: Guiame

Atualizado: Terça-feira, 16 Agosto de 2016 as 10:53

Durante a amamentação é preciso cuidado: nessa fase, nem tudo está liberado. (Foto: Reprodução)
Durante a amamentação é preciso cuidado: nessa fase, nem tudo está liberado. (Foto: Reprodução)

Ao perceber a barriga flácida, novas estrias e manchas na pele, muitas mulheres recorrem aos procedimentos estéticos para recuperar a autoestima após o período da gravidez. No entanto, durante a amamentação é preciso cuidado: nessa fase, nem tudo está liberado.  

De acordo com a especialista Renata Guidi, pesquisadora e fisioterapeuta dermatofuncional da Ibramed, alguns tratamentos corporais já podem ser realizados pelas mamães após 30 ou 40 dias do parto. Já para os tratamentos faciais não há restrição de tempo.

Por outro lado, a carboxiterapia para o combate das estrias e celulite é um dos tratamentos contraindicados. “A técnica pode promover alteração de sensibilidade, edema e certo desconforto local. Além disso, por se tratar de um procedimento com agulhas pode causar ansiedade, tensão e um certo grau de estresse, podendo interferir nas taxas de liberação hormonal, como da prolactina, que tem a função de estimular a produção do leite materno”, explica a profissional.

Confira os esclarecimentos da especialista sobre os tratamentos que estão liberados ou não durante a fase de amamentação:

Flacidez facial: Liberado com cautela

A radiofrequência é uma técnica bastante utilizada para tratar a flacidez da pele do rosto e do corpo, mas deve ser utilizada com cautela durante esse período. O equipamento gera um calor intenso, podendo gerar tensão e prejudicar a produção do leite materno. A dica é evitar esse tratamento durante o período de amamentação e procurar outras técnicas que possibilitam resultados também eficazes. A estimulação por microcorrente, por exemplo, é indicada para o tratamento da flacidez de pele com ótimos resultados, sem causar desconforto ou qualquer tensão na paciente.

Tratamento para as estrias: Evitar

No caso das estrias, os tratamentos estéticos que apresentam melhores resultados envolvem procedimentos que utilizam agulhas, como, por exemplo, a técnica de carboxiterapia e o eletrolifting. Procedimentos invasivos não são adequados para mulheres no período de lactação, pois podem gerar ansiedade e tensão nas pacientes — principalmente nas que têm aversão a agulhas.  

Gordura localizada e celulite: Liberado  

A técnica do ultrassom terapêutico de alta potência associado à Corrente Aussie é confortável e apresenta excelentes resultados no tratamento da gordura localizada e da celulite, associado à tonificação muscular ou drenagem linfática. A radiofrequência também pode ser utilizada para este propósito, porém com cautela.

veja também