52% das mulheres fumantes param de fumar por fotos nas embalagens

Segundo IBGE, lei nacional que obriga os fabricantes de cigarros a veicularem nos maços imagens dos malefícios do tabaco faz com que usuários reflitam sobre o assunto

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quarta-feira, 10 Dezembro de 2014 as 2:58

Uma nova lei nacional tem feito fumantes, principalmente mulheres, a pensar em parar de fumar. Trata-se de uma esquisa Nacional de Saúde 2013 realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde revelou ue as propagandas exigidas por lei, via Ministério da Saúde, nos maços de cigarro produzidos no Brasil, se não surte o efeito de fazer com que as pessoas parem de fumar, ao menos têm feito o brasileiro refletir sobre o assunto. Segundo a pesquisa, 52,1% dos fumantes do País pensam em parar com o tabagismo ao ver as fotos no verso.

cigarroAs fotos agressivas no sentido de mostrar que, além de conter mais de quatro mil substâncias tóxicas, o tabaco pode causar abortos, diversos tipos de câncer, causar impotência, dentre outros malefícios, as advertências com imagens fortes são obrigatórias desde fevereiro de 2002 em todo o território nacional. E são percebidas, ainda de acordo com o IBGE, por 86,2% dos fumantes.

O país  foi o segundo país no mundo a adotar tal procedimento, após a campanha ter obtido êxito no Canadá. “Isso tem feito as pessoas ao menos pararem para pensar no tema”, explicou a coordenadora da pesquisa do IBGE Maria Lúcia Vieira. Mais de 20 países ao redor do mundo fazem tal tipo de advertência nos maços no momento.

Esse estudo do IBGE ainda investigou se as propagandas na mídia do Ministério da Saúde são observadas pelos brasileiros no rádio ou na TV, ou mesmo nas bancas de jornal ao comprar um maço de cigarro. Tal advertência foi percebida por 28,7% das pessoas e atingiu, proporcionalmente, mais os homens (32,4%) que as mulheres (25,4%).

 

 

 

 

 

com informações de: Terra

 

veja também