Afta com mais de quinze dias pode ser sinal de câncer bucal

De acordo com o INCA, 5.500 pessoas morrem de câncer de boca por ano, mas esse número pode ser menor se a doença for diagnosticada cedo.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 14 Outubro de 2014 as 11:20

Na maioria dos caos, o câncer de boca se caracteriza pelo descontrole na multiplicação das células que formam a mucosa da boca. Porém, embora esse processo seja considerado maligno, se diagnosticado cedo, tem 100% de chance de cura.

Afta

De 100 pessoas, 94 apresentam o tipo mais comum, o Carcinoma Epidermóide. “É mais comum aparecer no lábio inferior, assoalho da boca e borda da língua, mas qualquer área recoberta por mucosa pode ser acometida por esse câncer, que atinge mais homens com idade média entre 50 e 55 anos”, diz Celso Lemos, estomatologista da Faculdade de odontologia da USP.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), ocorrem no Brasil aproximadamente 14.500 novos casos de câncer bucal por ano, com uma mortalidade anual de cerca de 5.500 pessoas. No entanto, esse número poderia ser menor se a doença fosse diagnosticada mais cedo.

“Pacientes que são diagnosticados precocemente tem chance de cura de mais de 90%, podendo chegar próximo dos 100% de cura. Porém, casos diagnosticados tardiamente pioram bastante o prognóstico, diminuindo as chances de cura para 20%. Por isso o diagnóstico precoce deve ser sempre estimulado, com visitas regulares ao cirurgião-dentista’, diz o especialista.

 

Com informacoes de: Terra

veja também