Após implante dentário, inglês recupera parte da visão

Britânico recuperou 40% da visão depois de implantar córnea artificial feito a partir de um dente.

fonte: Guiame, com informações de: Terra

Atualizado: Quarta-feira, 14 Janeiro de 2015 as 1:43

implante dentário
implante dentário

Considerado um caso raro, mas é possível que uma pessoa que esteja cega recupere parte da sua visão a partir do fragmento de um dente. O caso foi divulgado pela BBC britânica, ue produziu um documentário sobre um homem de 43 anos que recuperou parte da visão depois de passar por um implante de córnea artificial feita a partir de um dente. 

Após sofrer um acidente de trabalho, o britânico Ian Tibbetts 

recorreu a vários tratamentos para recuperar a visão, mas todos foram em vão. Até que resolveu tentar o inovador procedimento Osteo-Odonto-Queratoprótese (OOKP) em um hospital da Inglaterra. 

“Esse procedimento, ainda inédito em muitos países, deve servir como último recurso para tentar fazer o paciente recuperar a visão ou parte dela. Ele só deve ser considerado em organismos que já rejeitaram transplantes de córneas”, diz o oftalmologista Johannes Abdouni. 

A cirúrgia - que durou meses - foi dividida em duas partes. Na primeira parte, os médicos extraíam um dente (o canino) e uma parte do maxilar de Tibbetts e o recortaram até conseguirem obter as dimensões parecidas com a de uma córnea. Em seguida, foi feito um pequeno furo para colocarem uma lente com uma broca dentro dele. 

Após o procedimento, esse dente (em forma de córnea) com a lente foi colocado embaixo de um dos olhos do britânico e lá ficou por meses para que ele permanecesse vascularizado e criasse todos os tecidos necessários para a próxima etapa. “A escolha de colocar esse fragmento de dente dentro do olho foi uma opção para que, mais para frente, a rejeição do organismo pudesse ser menor”, diz Johannes. 

Por fim, os médicos removeram a córnea danificada do britânico e colocaram o dente-lente no centro do olho, alinhado com a retina. Como Johannes disse, por ter sido criado a partir de tecidos do próprio paciente, o risco de rejeição ficou bem pequeno. Depois desse procedimento, Tibbetts recuperou cerca de 40% da visão, e os médicos acreditam que o quadro dele deva melhorar ainda mais com o tempo. 

A cirúrgia de implantar córnea artificial feito a partir de um dente esse procedimento não é tão novo assim. Criado na Itália em 1963 e, ao longo dos anos, foi se tornando mais conhecido principalmente em países da Europa e Ásia. “Eu não tenho conhecimento desta prática aqui no Brasil, pois acredito que não haja estudos científicos que garantam sua eficácia, sendo ainda um procedimento um pouco ousado”, diz o oftalmologista Johannes. 

veja também