MENU

Saúde

Cigarro é considerado mais perigoso hoje do que 50 anos atrás

Fonte: guiame.com.brAtualizado: quinta-feira, 26 de junho de 2014 15:03
cigarro
cigarro

O cigarro é prejudicial tanto para quem fuma e para quem não usa. Um relatório conclui que os cigarros são mais perigosos hoje do que a 50 anos atrás. A conclusão é porque os fabricantes incluíram mais produtos químicos na composição e investiram pesado em design e diferenciais atrativos, como sabores, por exemplo.

cigarroDe acordo com um levantamento da instituição que coordena o projeto Campaign fot Tobacco-Free Kids, s ingredientes do cigarros mudaram muito ao longo de cinco décadas, tornando o produto ainda mais venenoso para a saúde do que os que eram vendidos em 1964, quando os primeiros estudos que compravavam os malefícios da nicotina começaram a ser publicados. As informações foram divulgadas pelo site inglês Daily Mail.

Analisando os estudos científicos, documentos da indústria do tabaco e relatórios de médicos especialistas, os cigarros hoje representam mais risco para câncer de pulmão e doenças respiratórias graves apesar das pessoas fumarem menos atualmente do que há 50 anos. "Eles mudaram o design e a composição dos cigarros e estas mudanças os tornaram ainda mais viciantes", explica o relatório.

As mudanças estão no aumento da concentração de nicotina que existe em um cigarro, além da adição de amônia, composto que aumenta a velocidade com que a nicotina chega ao cérebro.

Ainda é acrescentado açúcar, que aumenta os efeitos viciantes da nicotina e facilita a inalação do tabaco. Com esses novos componentes, a nicotina chega mais rápido ao pulmão do que ao coração e ao cérebro por isso os riscos de doenças respiratórias aumentam bastante.

"Estes fatores fazem com que seja mais fácil começar e continuar a fumar, especialmente entre os jovens", diz o relatório.

 

 


Com informações de: Terra

Siga-nos

Mais do Guiame