Consumir carne e queijo em excesso é prejudicial quanto fumar

Consumir carne e queijo em excesso pode ser tão prejudicial quanto fumar

Atualizado: Quinta-feira, 6 Março de 2014 as 11:34

Um estudo realizado por cientistas norte-americanos, concluiu que, consumo em excesso de carne e queijo, pode ser tão prejudicial quanto fumar. O estudo, realizado com milhares de homens e mulheres com 50 anos ou mais, descobriu que aqueles que consumiam grandes quantidades de proteína animal apresentavam duas vezes mais riscos de morte prematura do que os que ingeriam quantidades menores. Os integrantes do primeiro grupo também mostraram quatro vezes mais chances de se tornarem vítima fatais do câncer, cenário equivalente ao dos fumantes. 

carne em execessoAs informações foram divulgadas pelo jornal "Daily Mail".
 
Os cientistas acreditam que a proteína encontrada na carne, no queijo, nos ovos e em outros produtos de origem animal poderiam “alimentar” tumores e estimular o envelhecimento das células. Por isso, os especialistas recomendam que homens e mulheres com idade entre 50 e 60 anos reduzam o consumo de tais alimentos, substituindo-os por peixes e grãos. A boa notícia é que a restrição não precisa ser seguida para o resto da vida, já que o estudo mostra que a ingestão de proteína é benéfica para quem tem mais de 65 anos.
 
Pesquisadores britânicos, até então questionaram o estudo, conduzido por cientistas norte-americanos, e alegaram que a melhor forma de evitar o câncer ainda é não fumar, manter-se no peso ideal, beber com moderação e fazer exercícios físicos.
 
 
Com informações de: Terra

veja também