Cuidados com o corpo no inverno

Saiba como evitar sintomas comuns no inverno

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 21 Agosto de 2014 as 10:32

Seja qual for a estação, a água deve ser morna, evitando problemas de pele. "Os banhos mais quentes e demorados são bastante comuns nessa época. A água, em temperaturas mais altas, acaba retirando a camada de proteção da pele e deixando ela ressecada. Como no rosto o número de glândulas sebáceas é muito maior, você corre o risco de sofrer com o efeito rebote da pele, ou seja, do organismo entender que é necessário repor a gordura natural e a pele ficar mais oleosa. Isso pode gerar um surto de acne e cravos", alerta a dermatologista Carolina Ferolla.

No cabelo, o efeito não é diferente. Além de deixar os fios com aspecto ressecado e quebradiço, a água quente também pode provocar um efeito rebote no couro cabeludo, o que gera um aumento da oleosidade. Esse hábito também influencia no aumento da caspa.

As unhas e as cutículas também não fogem dos problemas que a água quente pode causar, por isso é normal que elas fiquem fracas e quebradiças. Vale investir em hidratantes e em ceras para as cutículas.

Fique atenta: Além da pele do corpo ficar ressecada, algumas manchinhas brancas também podem surgir. Isso é mais um dos resultados do excesso de água quente, lembra a Dra. Carolina.

banho quente,água,inverno,cuidadosFalta de hidratação

Nos dias mais frios, a pele precisa de uma hidratação reforçada e de ativos que ajudem a reter as moléculas de água. A manteiga de karité e os óleos de amêndoas são ótimos aliados para a proteção.

Esfoliação
Como a pele necessita de sua camada de proteção, principalmente nessa época, vale abrir mão do hábito da esfoliação e do uso de buchas durante o banho, já que eles podem remover essa camada e contribuir para deixar a pele desprotegida.

Consumir alimentos gordurosos
O consumo de alimentos gordurosos tende a aumentar especialmente no inverno, o que gera um aumento da produção de óleo e, consequentemente, o surgimento de cravos e espinhas. Dê preferências para as comidas naturais e mais leves.

Passar a língua nos lábios constantemente
A pele mais fina dos lábios tende a ressecar e rachar com facilidade. Se você costuma passar a língua neles, na tentativa de hidrata-los, fique atenta: as enzimas bucais, que ficam dentro da boca, contribuem para a desidratação da região e para o surgimento de novas rachaduras.

 

Com informações de: Capricho

veja também