Estudo prepara guia para escolher o tênis ideal para atividade física

Saiba acertar no calçado ideal de acordo com características positivas e negativas

fonte: Guiame, com informações de Eu Atleta

Atualizado: Quinta-feira, 12 Março de 2015 as 11:40

Guia de tênis ideal de corrida
Guia de tênis ideal de corrida

Não é de hoje que muitos especialistas ortopédicos indicam o tipo de calçado ideal para cada tipo de pisada, evitando futuras lesões. Tênis com com muito amortecimento e suporte para pisada pronada não são a melhor opção para os corredores, é o que se afirma. Para entender e saber qual o modelo mais indicado, o American College of Sports Medicine se baseou em pesquisa de padrões de lesões publicou um guia para a prescrição de tênis, que deveria ser seguido por profissionais da saúde e corredores em busca de uma prática esportiva mais saudável. 

Confira:

Um tênis de corrida bom e seguro deve ter essas características:

• Mínimo “drop”: O drop é a diferença de altura entre a parte da frente e a parte de trás do tênis (mínimo drop seria o mesmo que dizer “mínimo salto”). Tênis com drop zero ou menor do que 6 mm são a melhor opção para permitir que o pé suporte a peso do corpo normalmente durante o ciclo da corrida.

• Neutro: Isso significa que o tênis não tem controle de movimento ou componentes para aumentar a estabilidade (os chamados tênis para pronador ou supinador). Esses componentes extras interferem com o movimento normal do pé durante o suporte de cargas.

 Leve: 285g ou menos para homens que calçam 41 e 230g ou menos para mulheres que calçam 39.

Como comprar um tênis de corrida:

• Formato do pé ou altura do arco plantar não são bons indicadores para guiarem a escolha do tênis

 Evite comprar tênis baseado no conselho de alguém que te observou caminhando na loja. Sua passada e movimento do pé são muito diferentes na corrida em comparação a caminhada.

• Saiba que todo corredor prona o pé durante a corrida (ele se inclina para dentro). A pronação é um movimento normal do pé durante a caminhada e corrida. Pronação por si só não deve ser um fator para a escolha do tênis. O que dizem aos corredores no momento da compra é que, devido à pronação, um tênis com suporte para o arco é o melhor. Na verdade, o contrário é o verdadeiro. A pronação deve ocorrrer e é um mecanismo natural de absorção de impacto.

Bloquear a pronação com materiais no tênis pode na verdade causar problemas nos pés e joelhos. Pronações excessivas podem existir, mas na maioria dos casos isso pode ser corrigido com fisioterapia e exercícios de fortalecimento do pé, perna e quadril, o que é preferível ao invés do uso de um tênis com suporte.

• Compre tênis no final do dia, quando seus pés estão um pouco inchados, como acontece na corrida. Assim ele não ficará apertado ao final do treino.

• O tênis deve ser largo na parte da frente, onde ficam os dedos. Você deve ser capaz de abrir seus dedos facilmente dentro dele. Tênis estreito não permite a mobilidade normal dos dedos ou aperta os ossos do pé. Tênis com espaço permite que seu pé distribua as forças adequadamente durante a corrida.

• Deve existir um espaço de pelo menos 1,3 cm entre os dedos e a ponta do tênis (um espaço de um dedo entre a ponta do dedão e a frente do tênis).

Características de tênis que devem ser EVITADAS:

• Amortecedores altos e grossos. Muito amortecimento pode na verdade levar o corredor a adotar um padrão de movimento pior, aterrissando com maior impacto em comparação a uma aterrissagem com tênis de menor amortecimento.

 Suporte extra para o arco do pé ou palmilhas ortopédicas. Esses itens são frequentemente desnecessários. Palmilhas ortopédicas devem ser consideradas assessórios temporários (menos do que 6-8 semanas), usados somente até o fortalecimento adequado do pé. Um fisioterapeuta pode ajudar com exercícios que fortalecerão a musculatura do pé e desta forma um suporte extra para o arco não é necessário.

Transição para o novo tipo de tênis

• Deve existir um período de transição entre um tênis com muito amortecimento e um tênis com menor amortecimento. Deve-se começar o treinamento utilizando-se o novo tênis apenas por alguns minutos e ir progredindo lentamente ao longo dos dias, até que todo o treino seja feito com o novo tênis.

• Exercícios para aumentar a força dos pés e quadril devem ser feitos antes e durante a transição para o novo tênis. Usando um tênis com mínimo drop os membros inferiores têm que se adaptarem e pode ocorrer uma leve dor muscular nas primeiras semanas.

• Se você está pensando em mudar de um tênis com alto drop para um tênis zero drop considere primeiramente uma transição com um tênis de drop médio por alguns meses.

 

 

 

veja também