Estudo: Um terço das crianças alto ou no limite

Estudo: Um terço das crianças alto ou no limite

Atualizado: Sexta-feira, 28 Março de 2014 as 2:46

Um estudo realizado nos Estados Unidos, onde foram examinadas o colesterol de crianças, registraram níveis altos de ou no limite, o que representa um risco maior de doenças cardiovasculares na idade adulta. Os responsáveis pelo estudo analisaram o histórico médico de quase 13 mil crianças no Texas com idades entre 9 e 11 anos. O teste de colesterol era parte de exames de rotina. Deste grupo, 4.700 crianças (30%) tinham o colesterol alto ou no limite, conforme divulgado na conferência anual do American College of Cardiology.

colesterol altoEsses resultados preocupantes mostram que esta é "uma população que precisa de atenção e potencialmente poderiam beneficiar-se de um tratamento", disse o médico Thomas Seery, pediatra e cardiologista no Hospital Infantil de Texas, além de professor de Pediatria na Baylor College of Medicine. As doenças cardiovasculares não são frequentes entre crianças, mas a presença de alguns fatores de risco na infância pode aumentar as probabilidades de desenvolvimento de doenças do coração quando adultos.
 
Segundo o médico, essa questão é consideranda importante em um momento de crescente epidemia de obesidade nos Estados Unidos, que provoca um número cada vez maior de crianças com dislipidemia, uma quantidade acima do normal de colesterol no sangue. Estudos mostram que nos Estados Unidos 31,9% das pessoas com idades entre dois e 19 anos têm sobrepeso ou são obesas.
 
Foi posspivel identificar, de acordo com os cientistas, que meninos são mais propensos que as meninasa registrar taxas elevadas de colesterol total, as lipoproteínas de baixa densidade (LDL), ou colesterol "ruim", e os triglicerídeos. 
 
Vale para observar a alimentação das crianças, previnindo de doenças no futuro.
 
 
Com informações de: Terra

veja também