Métodos contraceptivos e obesidade aumenta risco esclerose múltipla

Métodos contraceptivos e obesidade aumenta risco esclerose múltipla

Atualizado: Sexta-feira, 28 Fevereiro de 2014 as 11:55

Estudos concluiram que jovens obesos e mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais são mais propensos a desenvolver esclerose múltipla. Os dados serão apresentados na próxima reunião anual da Academia Americana de Neurologia, que será realizada em abril na Filadélfia.

estudoEnquanto a pílula anticoncepcional pode aumentar em 35% a chance de uma mulher desenvolver a doença, o risco pode ser duas vezes maior para aqueles com obesidade. Nos dois casos, hormônios estariam ligados ao mecanismo de ativação da esclerose múltipla.
 
Cerca de 2,5 milhões de pessoas no mundo vivem com a doença e 200 pessoas são diagnosticadas a cada dia. A esclerose múltipla afeta a mielina, uma camada protetora que envolve as fibras do sistema nervoso central. Os sintomas variam de dormência, fraqueza muscular e problemas oculares à rápida deterioração, podendo causar paralisia parcial ou completa.
 
Atualmente, não se sabe exatamente o que causa a esclerose múltipla. Alguns pesquisadores acreditam que a danificação da mielina faz com que o sistema imunológico do corpo atue de forma anormal e ataque o sistema nervoso central.
 
 
Com informações de: O Globo
 

veja também