Mulher pode roncar na mesma intensidade que homem na menopausa

Saiba mais.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 29 Setembro de 2014 as 10:39

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federeal de São Paulo (UNIFESP) concluiu que, 32% das mulheres roncam durante o sono. O problema é um incômodo para o parceiro que não consegue dormir. O que a pesquisa mostra é que a mulher consegue roncar na mesma intensidade que o homem, principalmente no período da menopausa, segundo a 
Associação Brasileira do Sono.

Foi o que aconteceu com uma entrevistada do portal Terra, que acabou descobrindo o problema que antes era motivo de discussão com o marido. “Eu sempre reclamei que meu marido roncava. Achava péssimo e atrapalhava demais o meu sono. Por isso que quando ele começou a dizer que eu roncava, não acreditei. Achei que ele estava tirando uma com a minha cara. Imagina, eu roncar? Eu sou mulher”, diz a dona de casa.

roncarA entrevistada acabou descobrindo o problema em uma viagem com a família. “Meses depois, quando fomos fazer uma viagem com nossas filhas, acabamos tendo que dividir o quarto na casa de um parente e aí a reclamação foi geral. Acabou que minha filha mais velha foi dormir na sala e eu passei muita vergonha. A partir daí decidi procurar ajuda”, diz a dona de casa.

Ela se submeteu a exercícios fonoaudiólogos e teve que mudar alguns hábitos. “Durmo mais cedo, tive que emagrecer um pouco fazendo caminhadas e cortei a cafezinho noturno que amava tomar. Agora meu marido diz que tenho roncado bem menos e baixinho e que muitas vezes ele nem escuta”, diz orgulhosa.

Segundo Marcelo Quintela, professor titular de Ortodontia da Universidade Metropolitana de Santos (UNIMES), atualmente, as mulheres incorporaram hábitos contemporâneos que em outras gerações eram somente ou mais ocorrentes em homens. "Trabalhos externos exaustivos, estresse e ansiedade levam à ingestão de alimentos mais calóricos, refeições pesadas antes de dormir - pelo fato de trabalhar em dois ou três ciclos -, menos tempo para descanso e para alimentação adequada. Por isso, passaram a roncar tanto quanto eles”, diz.

Quando o quadro aponta apenas o ronco, sem apneias graves, a melhor indicação
são os aparelhos intraorais para uso noturno, desenvolvidos por ortodontistas especializados. Esses dispositivos 'empurram' a mandíbula um pouco para frente e, assim, ampliam o espaço para a passagem do ar. "As mulheres preferem esse dispositivo porque são mais discretos e em nossa experiência clínica se sentem entusiasmadas e seguras com essa opção de tratamento", diz Quintela.


com informações de: Terra

veja também