Os superalimentos que fazem bem ao coração

Os superalimentos que fazem bem ao coração

Atualizado: Segunda-feira, 24 Fevereiro de 2014 as 10:47

Que uma alimentação correta faz bem ao coração, todos já sabem. O que poucos não sabem é sobre o poder que alguns alimentos trazem para a saúde do coração.

Doença cardiaca é a principal causa de morte entre os americanos. O site Health.com listou os superalimentos que fazem toda a diferença na saúde do coração.

Salmão
O salmão e outros peixes ricos em gordura como a sardinha são as estrelas de uma alimentação saudável. Isso porque contêm grandes quantidade de ômega 3, demonstrado em estudos como importante para diminuir o risco de arritmia e aterosclerose, além de diminuir as taxas de triglicérides. 
 
Aveia
A aveia é rica em fibra solúvel, que pode diminuir o colesterol. “Ela age como uma esponja no trato digestivo, e absorve o colesterol”, explica Lauren Graf, do Cardiac Wellness Program, do Montefiore Medical Center, de Nova York. Evite a versão instantânea, que geralmente vêm com açúcar; aposte na versão tradicional.
 
superalimentoMirtilo
De acordo com um estudo recente, mulheres entre 25 e 42 anos que comem mais de três porções de mirtilo e morango por semana tem 32% menos chances de ter ataques cardíacos. Os autores do estudo atribuem o benefício a  um componente conhecido como antocianina, que diminui a pressão do sangue e dilata as veias sanguíneas.
 
Chocolate amargo
Diversos estudos mostram o chocolate amargo como benéfico para o coração. Um deles, de 2012, mostrou que o seu consumo diário reduz as chances de ataque cardíaco não-fatal e AVC. As descobertas se aplicam a versão escura, com mais de 70% de cacau. O chocolate amargo contém flavonoides chamados de polifenóis, que ajudam com a pressão sanguínea e a inflamação. Infelizmente,o chocolate ao leite e outros tipos de doces nao tem este mesmo papel na proteção do coração.
 
Soja
Os produtos derivados da soja, como o tofu ou o leite de soja, são uma boa forma de adicionar proteína a sua dieta sem gordura e sem colesterol. Os produtos de soja são ricos em gorduras poliinsaturadas, que são boas para o coração, além de ter vitaminas, fibras e minerais. Além disso, a soja reduz a pressão do sangue em pessoas que têm uma dieta rica em carboidratos refinados.
 
Frutas cítricas
Mulheres que consomem grandes quantidades de flavonóides encontrados na laranja e na toranja têm 19% menos risco de acidente vascular cerebral isquêmico. As frutas cítricas também são ricas em vitamina C, que está relacionada ao menor risco de doenças do coração. Fique longe, no entanto, de sucos cítricos cheios de alúcar.
 
Tomates
Assim como as batatas, os tomates são ricos em potássio, além de serem uma ótima fonte de licopeno, um carotenóide que pode ajudar na luta contra o mau colesterol, mantendo as veias sanguíneas abertas e diminuindo o risco de doenças cardíacas. Também tem poucas calorias e não possuem muito açúcar, por isso, não trazem grandes males para a dieta.
 
Batatas
Não há motivos para fugir das batatas: contando que não sejam servidas fritas, elas podem fazer bem ao coração. São ricas em potássio, que pode diminuir a pressão do sangue. Também são ricas em fibras, que pode diminuir o risco de doenças cardíacas. “Elas definitivamente têm um monte de benefícios para a saúde”, afirma Graf.
 
Castanhas
Alimentos como nozes, amêndoas, pistaches, amendoins, castanhas e macadâmias contém vitamina E, que é importante para baixar o mau colesterol. Alguns deles, como as nozes, também contém ômega 3. “No passado, algumas pessoas evitavam as nozes porque são ricas em gordura, mas a maioria dos estudos mostra que as pessoas que consomem diariamente são mais magras do que as que não consomem”, observa Graf. Aposte nas versões naturais, sem sal.
 
Vegetais
Legumes como feijão, lentilhas e ervilhas são uma excelente fonte de proteína. Um estudo mostrou que pessoas que comem legumes pelo menos quatro vezes por semana têm 22% menos chances de desenvolver doença cardíaca. Além disso, eles controlam a pressão do sangue em pessoas com diabetes.
 
Azeite extra-virgem
Um estudo mostrou que pessoas com alto risco de doença cardíaca que seguiram a dieta mediterrânea (rica em grãos, frutas e vegetais), complementada por castanhas e pelo menos quatro colheres de sopa de azeite de oliva reduziram o risco de ataques, AVC e morte em até 30%. Isto porque ele é uma boa fonte de gordura monoinsaturada, que reduz tanto o colesterol quanto os níveis de açúcar no sangue. A própria azeitona, tanto a verde quanto a preta, é uma fonte de de gorduras boas.
 
Chá verde
Favorito na Ásia, o chá verde tem se tornado cada vez mais popular em todo o mundo devido aos seus benefícios à saúde. Um estudo recente, mostra que tomar quatro ou mais xícaras por dia reduz o risco de doença cardíovascular e derrame em 20%. 
 
Vinho tinto
O vinho tinto, em pequenas quantidades, tende a diminuir o risco de doença cardíaca (em grande quantidade, como mais de uma taça por dia, pode, ao contrário, aumentar este risco). 
 
Brócolis, espinafre e couve
Os vegetais verdes podem trazer benefícios extras ao seu coração. Eles são ricos em carotenóides, que atuam como antioxidantes e liberam o corpo de potenciais componentes prejudiciais. 
 
Sementes de linhaça
As sementes de linhaça, assim como a chia, são ricas em ômega 3. Esta é uma das razões pela qual elas fazem bem ao seu coração. A outra é o fato de possuírem  fibras. 
 
Abacate
Assim como o azeite de oliva, o abacate é rico em gordura monoinssaturada, que pode diminuir o risco de doenças cardíacas. Esta fruta também é carrega de antioxidantes e potássio. 
 
Romã
O romã contém inúmeros antioxidantes, incluindo polifenóis e antocianinas que ajudam a evitar o endurecimento das artérias. Um estudo com pacientes doentes mostrou que uma dose diária de suco de romã, ao longo de três meses, resultou em melhorias no fluxo sanguíneo. 
Se você nao gosta de romã, aposte nas maçãs, que também são ricas em muitos componentes importantes para a saúde do coração. 
 
 
Com informações de: Terra
 

veja também