Polêmica: Mulheres aderem às plásticas nos pés para adaptá-los aos sapatos dos sonhos

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Segunda-feira, 5 Maio de 2014 as 1:20

Mania entre as mulheres, adquirir um sapato todo mês é até levado em consideração para a beleza feminina. O lindo par de sapatos da vitrine nem sempre fica de acordo com o estilo dos pés. Isso ocorre devido o formato e tamanhos diferentes de cada pessoa. A última tendência para dar um jeito são as plásticas nos pés.

A tendência está crescendo e algumas mulheres estão aderindo a moda. Elas levam o sapato que gostariam de usar e o cirurgião faz o procedimento para que o pé seja reduzido ou modificado, de forma a calçar bem.

cirúrgia plástica pésUma matéria divulgada no jornal americano, “The New York Times”, mostra que o procedimento está se popularizando e tem como nomes Model T, para crescer os dedos, Perfect 10, para encurtá-los, e Cinderela, para remodelar o pé e deixá-lo no formato do sapato desejado. Essas definições foram criadas pelo médico Ali Sadrieh, que há mais de 10 anos possui uma clínica especializada em pés.

O especialista que no início achava que os desejos das pacientes eram um excesso de vaidade, ele acabou cedendo e começou a realizar as cirurgias plásticas nos pés. Em entrevista ao jornal, ele defendeu o procedimento. “A princípio parece algo superficial, mas percebi que esses sapatos são armas para ter mais confiança, são parte da pele das mulheres”, disse.

Como todo cirurgia plástica tem seus riscos, a plástica dos pés não fica de fora. De acordo com a cirurgiã plástica, Karina Gilio, a correção estética dos pés, ainda rara no Brasil, até pode ser realizada, mas tem pouquíssimas indicações devido aos muitos problemas que pode causar, em troca de poucos benefícios. “Como qualquer cirurgia, a dos pés também envolve riscos intraoperatórios e pós-operatórios, como infecção e cicatrizes. Além disso, por intervir na estrutura dos pés pode causar alterações sérias e sequelas ao andar”, explica ela.


Com informações de: Bolsa de Mulher

 

veja também