Registrado primeiro caso de ebola no Reino Unido

Caso foi confirmado nesta segunda-feira.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 30 Dezembro de 2015 as 9:51

Foi registrado nesta segunda-feira, 29, um caso do vírus de ebolá no Reino Unido de uma enfermeira recém chegada de Serra Leoa foi diagnosticada e isolada num hospital de Glasgow.

Foi informado que a enfermeira chegou de Serra Leoa na noite deste domingo pelo aeroporto de Heathrow, em Londres, num voo da companhia aérea British Airways.

Desembarcada por volta das 23h30 local, ela deu entrada no hospital na manhã desta segunda-feira após sentir-se mal, e foi colocada em isolamento às 07h50

EbolaSegundo a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, o fato de o vírus ter sido diagnosticado "num estágio muito precoce da doença" significa que o risco de que outra pessoa tenha sido contaminada é "considerado muito baixo".

Alisdair MacConachie, responsável pelo Sistema Nacional de Saúde Pública (NHS) da região de Glasgow, destacou que a paciente não apresentou, até o momento, "sintomas clínicos preocupantes".

De acordo com as autoridades sanitárias, a paciente não manteve contato com ninguém desde seu retorno a Glasgow. Por precaução, todos os passageiros que estavam nos aviões em que a enfermeira viajou estão sendo contatados.

A enfermeira será transferida "assim que possível" para uma unidade especializada do Royal Free Hospital, em Londres, disse ainda o governo escocês.

Foi neste mesmo hospital que o enfermeiro voluntário britânico William Pooley, também contaminado com Ebola em Serra Leoa, foi contaminado.

Após dez dias de tratamento, Pooley, que recebeu o diagnóstico ainda na África, deixou o hospital completamente curado.

"A Escócia se preparou para esta eventualidade desde que a epidemia surgiu na África Ocidental e estamos bem preparados", afirmou Sturgeon, que conversou com o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

"Os governos escocês e britânico vão garantir total apoio à paciente e proteger a saúde pública, mesmo diante do baixo risco para a população", disse Cameron.

O ministro da Saúde britânico, Jeremy Hunt, deve dirigir uma reunião de crise na noite desta segunda-feira.

A Grã-Bretanha luta na linha de frente contra o Ebola, concentrando seus esforços em Serra Leoa, antiga colônia britânica.

Em outubro, Londres enviou 750 militares, um navio hospital e três helicópteros a Serra Leoa, onde também construiu vários centros médicos.

Segundo balanço divulgado pela OMS nesta segunda-feira, o número de mortes por Ebola na África Ocidental aumentou para 7.842 em 20.081 casos registrados nos três países mais afetados: Serra Leoa, Libéria e Guiné.

 

Com informaçoes de: Terra

veja também