Risco de câncer de cólon reduz em 50% com uso de aspirina

Risco de câncer de cólon reduz em 50% com uso de aspirina

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 24 Abril de 2014 as 11:19

Estudo divulgado na última quarta-feira (23), e publicada na revista americana "Science Translational Medicine", diz que a aspirina reduz em 50% risco de câncer colorretal, apenas em pessoas de genes que produzem nível elevado da enzima 15-PGDH.

Outras pesquisas realizadas anteriormente já demonstraram que esse analgésico está vinculado a uma redução do risco de câncer em geral e de doenças cardiovasculares, mas esse novo estudo de longo prazo permite identificar melhor as pessoas que podem se beneficiar da aspirina para prevenir o câncer de cólon.

aspirinaPara chegar à descoberta, foram analisados tecidos de 270 indivíduos com câncer de cólon, que faziam parte de um grupo de 127.865 participantes do estudo. O acompanhamento durou três décadas.

Concluiu-se que, as pessoas com um perfil genético que não lhes permite produzir níveis elevados da enzima 15-PGDH quase não se beneficiam das propriedades preventivas da aspirina contra o câncer colorretal.

O médico Sanford Markowitz, professor de Genética do Câncer na Faculdade de Medicina da University Case Western Reserve em Cleveland (Ohio), principal autor da pesquisa explica: "Os indivíduos (que participaram do estudo) que tinham taxas elevadas de 15-PGDH e tomavam aspirina reduzieram à metade o risco de contrair câncer de cólon". Ele ainda acrescenta. "Os que tinham baixos níveis de 15-PGDH não obtiveram qualquer benefício com a aspirina".

 

Com informações de: Terra

veja também