Saiba quais os dez benefícios emocionais que a Yoga e dança podem trazer

Problemas comuns do dia a dia podem acabar praticando as atividades. Saiba mais.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Quinta-feira, 9 Outubro de 2014 as 2:19

Seja qual for o destino, a maioria das pessoas que passam estresse, seja no trânsito ou no trabalho, escolhem fugir do estresse. A saída em que é mais confortável é tomar um belo banho e relaxar. Outra dica, é praticar Yoga e dança.

De acordo com especialistas, além de melhorar a autoestima, essas atividades podem ajudar a reduzir o estresse, a ansiedade e até combater a depressão. “Na dança, as pessoas conseguem perder peso, tonificar e também mexer com sentimentos que estão guardados, mas que já podem estar sendo sentidos pelo corpo”, diz o professor Anderson Couto, do Espaço Cultural Cinque Sensi, que também é coreógrafo e assina a direção artística dos shows da cantora Wanessa.

E para a professora de ioga Fernanda Cunha, pioneira na técnica de Yoga Dance, as duas atividades conduzem “a um estado de liberdade e espontaneidade, principalmente quando se pratica despreocupado com o olhar alheio”.

Confira enão, dez benefícios da dança e ioga que foram reunidos pelos especialistas para o corpo e mente.

1. Ajuda a vencer a timidez
Muitas pessoas que chegam às aulas de Yoga Dance muito tímidas e com muito medo de se expressar adotam uma postura “mais ereta” após algumas aulas, diz Fernanda Cunha. “Isso não é arrogância. Elas aprendem que os problemas que passam a reconhecer não são limitadores do ‘eu’ que encontram na dança. Muitas pessoas super tímidas passaram a falar em público e até mudaram de emprego”, conta.

2. Melhora a autoestima
Ao mexer com formas “engessadas” de comportamento, diz o professor Anderson Couto, a dança permite uma liberdade maior nas formas de se expressar, fazendo com que os alunos logo encontrem seus próprios movimentos e se sintam estimulados. “É um trabalho minucioso mas, quando feito de forma lúdica, tem uma resposta muito rápida.”

3. Reduz o estresse
O coreógrafo Anderson Couto diz reconhecer, pelas queixas de dores das alunas, aquelas que passam o dia inteiro sentadas na frente do computador. “Tenho alunas que são médicas, professoras, muito estressadas. Há uma carência de olhar para si mesma, se perceber, se tocar, até de se movimentar para si mesma, o que a dança supre”, diz. Para Fernanda Cunha, tanto a ioga quanto a dança ajudam a enxergar como os pensamentos que dão origem a sentimentos ruins são criados, o que leva a desestressar.

4. Ajuda a expressar os sentimentos
Segundo Couto, um dos fundamentos da dança é resgatar parte dos movimentos a partir da história de cada um, seus medos e limitações. “Às vezes a pessoa tem coisas até da infância que tem dificuldade de resgatar. Muitas pessoas chegam a se emocionar e até choram”, conta.

5. Combate a depressão
Tanto o professor de ioga quanto a de Yoga Dance dizem já ter tido casos de alunos com quadros de depressão que foram ajudados pelas modalidades. “A ioga ajuda a pessoa com depressão a olhar para a doença como um estado e não como ‘eu sou a depressão’. Tenho acompanhado muitas pessoas e costumo dizer que a terapia é fundamental, mas a ioga e a dança são muito terapêuticos também. Não tem como mexer o corpo sem mexer com o emocional”, diz a professora.

yoga e dança6. Ajuda a respiração (e a diminuir a ansiedade)
Parte importante da ioga, o foco na respiração ajuda a enxergar os problemas de forma mais leve, distinguindo o que é algo real do que é uma mera criação da mente. “É preciso desmistificar isso de que tem que parar de pensar para meditar. Isso não existe. A diferença é que quando você pratica melhor a respiração, consegue diminuir um pouco as preocupações da sua mente”, afirma Fernanda Cunha.

7. Promove o autoconhecimento
Na opinião de Fernanda, a ioga nos torna pessoas “emocionalmente mais maduras”, uma vez que faz lidar com situações difíceis com mais leveza, sem “chorar pelo que já aconteceu”. Além disso, segundo Couto, muitas pessoas se “redescobrem” por meio da dança, pela necessidade de falarem, serem ouvidas e se tocarem –ações que vão se perdendo no dia a dia.

8. Auxilia a lidar melhor com problemas cotidianos
Não, seus problemas não vão surgir da mente como mágica, reforça Fernanda. No entanto, à medida que consegue se concentrar e olhar um pouco mais “de fora” para os próprios problemas, o praticante de ioga passa a enxergar como pode contornar melhor cada situação e onde há possibilidades de crescer. “Esse é o maior presente da ioga: se desligar de pensamentos que não tem solução”, diz.

9. Ajuda a se relacionar melhor
De acordo com Anderson Couto, a dança tem o poder de “acessar” as pessoas, uma tarefa que pode parecer muito difícil no dia a dia. “Muitas vezes as pessoas precisam de alguém para ouvir e a aula acaba funcionando como esse espaço. Às vezes falamos sobre algum assunto e isso pode virar um passo de dança. Fica uma sinergia enorme.”

10. Melhora o sono
É uma pergunta recorrente em muitas pessoas que querem começar uma atividade física: como conseguir energia para iniciar depois de um dia exaustivo de trabalho? Daí a importância de modalidades que misturam exercícios de relaxamento com a queima de calorias. Segundo Fernanda Cunha, muitas alunas que fazem uso de medicamento para dormir, acabam abandonando depois de algum tempo.

 

com informações de: Marie Claire

veja também