Segundo estudo, Ômega 3 ajuda a reduzir dependência ao tabaco

Alimentos ricos em Ômega 3 reduzem vício em cigarro.

fonte: guiame.com.br

Atualizado: Terça-feira, 11 Novembro de 2014 as 9:19

Foi divulgado uma nova descoberta para ajudar a largar o vício pelo cigarro. Trata-se de ingestão de alimentos e suplementos à base de Ômega 3, que reduz a dependência pelo tabaco. É o que diz o estudo da Universidade Israelense de Haifa, divulgado ontem.

De acordo com a pesquisa, o Ômega 3 reduz o "tabagismo de maneira significativa", afirma em comunicado a chefe do programa de dependências do departamento de Criminalística da Universidade de Haifa (norte de Israel), Sharon Rabinovitz Shenkar.

Além dos problemas respiratórios e cardiovasculares que sua relação com o câncer provoca, o tabaco faz com que diminuam os níveis de ácidos graxos essenciais no cérebro, especialmente aqueles similares aos Ômega 3.

A ausência de de Ômega 3 danifica a estrutura das células nervosas e interrompe a neurotransmissão em zonas do cérebro envolvidas na sensação de recompensa e satisfação.

cigarroCom relação a isso, o estudo demonstra que a deficiência de ácidos graxos poliinsaturados Ômega 3 dificulta que o fumante enfrente a abstinência e, ao contrário, faz com que este recorra ainda mais ao cigarro.

"Pesquisas anteriores demonstraram que um desequilíbrio de Ômega 3 está também relacionado com a saúde mental, a depressão e a habilidade de enfrentar a pressão e o estresse", indica Shenkar, responsável também do laboratório de psicofarmacologia da Universidade Bar-Ilan.

Os responsáveis pelo estudo apontam que a pressão e o estresse estão associados à necessidade do fumante de consumir tabaco e que seus níveis aumentam entre os que deixam esse hábito.

"Apesar de tudo, a relação entre todos estes fatores não tinha sido estudada até agora", precisa Shenkar.

Para a conclusão do estudo, foram feitas a partir de amostras de 48 fumantes entre 18 e 45 anos que tinham fumado no último ano pelo menos dez cigarros diários, com uma média de 14 ao dia.

Os participantes foram divididos em dois grupos -um deles recebeu cápsulas de Ômega 3 e o outro um placebo- e foi solicitado que tomassem cinco pastilhas durante 30 dias, mas nunca foi pedido que deixassem de fumar.

O estudo demonstrou que, apesar de não terem sido encontradas diferenças significativas no início do experimento, 30 dias depois os fumantes que tinham ingerido Ômega 3 reduziram o consumo de cigarros em uma média de dois ao dia (11%).

Foi identificada também um descenso significativo da síndrome de abstinência.

Embora 30 dias após a conclusão do tratamento o desejo de fumar aumentou ligeiramente, permaneceu significativamente baixo em relação aos níveis iniciais entre os que tinham ingerido Ômega 3.

A universidade pretende agora ver se este suplemento não é só eficaz para reduzir a dependência ao tabaco, mas também se pode ajudar a deixar o hábito de fumar.

 

com informações de: Terra

veja também