Saiba como evitar doenças de verão como micose, frieira e terçol

Não deixe de aproveitar a estação e saiba como se prevenir contra as doenças comuns no verão em piscina e mar.

fonte: Guiame, com informações de Bem Estar

Atualizado: Quarta-feira, 11 Fevereiro de 2015 as 3:11

doenças de verão
doenças de verão

Comum em dias quentes, o volume de pessoas costumam lotar as piscinas, seja no prédio ou públicas. E o mais comum também, é o surgimento das doenças de verão como micose, frieira e molusco contagioso. Isso se deve ao volume de pessoas que não realizam o exame médico antes de entrar na piscina.

O exame pode ser realizado por qualquer médico que esteja apto a reconhecer as doenças. Ele precisa ser feito de três em três meses. Através dele, é possível detectar alguma doença de pele, como micose, frieira, molusco contagioso.

O molusco contagioso aparece mais em crianças. É uma bolinha brilhosa e umbilicada e não há como prevenir. O tratamento é feito com um dermatologista. A micose, seja na unha ou nos pés (frieiras), é causada por fungos. Pessoas com micose não podem entrar em piscinas, mesmo que a área afetada esteja coberta. O tratamento é longo e também deve ter o acompanhamento de um dermatologista.

Quanto o pano branco, herpes e psoríase são doenças que não são transmitidas através do uso comum da piscina.

Os olhos podem vir a ficar irritados com a piscina e é um fonte de infeccção, devido os produtos usados para tratar a água. É preciso ter bastante cuidado com os olhos, não só no verão. Conjuntivite, terçol e blefarite são algumas das doenças desta época do ano. 

A diferença entre eles é que o terçol e blefarite surgem na pálpebra e não são contagiosas, enquanto a conjuntivite afeta o olho e é contagiosa.

O terçol é uma infecção de uma glândula do cílio causada por bactérias. A prevenção é a boa higiene e o tratamento dura cinco dias, em geral. O tratamento é feito com pomadas, colírios e compressas quentes. Já a conjuntivite pode ser causada por vírus, bactéria ou reação alérgica. Para tentar evitar a doença, não coce os olhos, não compartilhe maquiagem e faça a limpeza das mãos regularmente. O tratamento dura entre sete e 15 dias e é feito com antibióticos ou colírios antialérgicos e compressas geladas.

 

veja também