Conheça os dez lagos mais bonitos do mundo

O UOL Viagem registrou dez das belezas naturais mais incríveis do mundo. Confira e se programe para conhecer.

fonte: Guiame, com informações de UOL

Atualizado: Quarta-feira, 27 Julho de 2016 as 8:40

1. Lago Moraine


(Foto: Getty Images)

O lago Moraine impressiona com sua intensa coloração azul, que reflete, quase de maneira perfeita, as imponentes montanhas e florestas que cercam a área do Parque Nacional Banff, na província de Alberta, no Canadá. Não faltam atividades para quem visita o lugar: é possível fazer trilhas ao redor do lago e, em determinadas épocas do ano, passear de caiaque sobre a água. O Parque Nacional Banff fica a 850 km da cidade de Vancouver.

2. Lago Titicaca


(Foto: Divulgação)

Dividido entre a Bolívia e o Peru, o lago Titicaca tem superfície de 8562 km² e está a mais de 3.800 metros de altitude. À sua volta, surgem as montanhas nevadas dos Andes e, no meio da água, existem pedaços de terra com lindas paisagens, como a ilha do Sol, no setor boliviano, que abriga ruínas incas e excelentes restaurantes. Ilhas habitáveis feitas com a planta aquática chamada totora (na foto) também são uma das imagens mais marcantes da região. O Titicaca pode ser facilmente visitado a partir de La Paz.

3. Lago d'Orta


(Foto: Markus Bernet/Creative Commons)

O lago d'Orta é uma das visões mais belas e românticas do norte da Itália. Localizado a menos de 100 quilômetros de Milão, o destino é cercado por colinas cobertas por muito verde e pontuado pela linda ilha de San Giulio (na foto), um pedaço de terra que abriga edifícios históricos como uma basílica do século 12 e um mosteiro do século 19. Hotéis luxuosos rodeiam o lago, oferecendo piscinas ao lado da água e restaurantes refinados. E não faltam oportunidades para grandes fotografias.

4. Lago Atitlán


(Foto: Tucker Sherman/Creative Commons)

O lago Atitlán, localizado a 140 quilômetros da capital da Guatemala, foi considerado um dos mais belos lagos do mundo pelo escritor inglês Aldous Huxley. Basta ir até lá para entender o porquê. O lago está rodeado por três vulcões: Tolimán, Atitlán e San Pedro. A água muda de cor: varia entre azul, cinza e verde, dependendo da incidência da luz do sol e o movimento das nuvens. O Lago Atitlán tem ainda outro atrativo: ao redor do lago, existem vilarejos cuja população é de descendência maia, com diversas pessoas ainda usando trajes típicos.

5. Lago Tahoe


(Foto: Don Graham/Creative Commons)

Localizado entre os Estados da Califórnia e Nevada, o lago Tahoe é um dos destinos mais atraentes do oeste americano. Situado a quase 1.900 metros acima do nível do mar, entre as montanhas da cordilheira de Sierra Nevada, o local tem sua paisagem dividida entre águas cristalinas, colinas cobertas por florestas e algumas praias onde (caso o tempo esteja cálido) é possível passar o dia admirando a natureza. Passeios de caiaque são atividade comum na área, em tours que permitem ao turista deslizar sobre o segundo lago mais profundo dos Estados Unidos: a profundidade do Lago Tahoe chega, em determinados pontos, a mais de 500 metros. A cidade de South Lake Tahoe, localizada na Califórnia e na margem do lago, é uma das melhores bases para explorar a área.

6. Lago Hillie


(Foto: Divulgação)

Na ilha australiana conhecida como Middle Island fica o lago Hillier, que constitui uma paisagem inacreditável: sua água é cor-de-rosa, criando um enorme contraste com a mata verde esmeralda, os bancos de areia e o oceano azul que a rodeiam. A água rosada do Hillier é atribuída a uma bactéria que vive em crostas de sal existentes no local, que seria responsável por esta coloração exótica. O lago tem 600 metros de comprimento por 250 metros de largura. Quem quiser desbravar a região, que inclui outras ilhas, deve ir até a cidade de Esperance, que é ponto de partida para tours pelo arquipélago.

7. Lago Llanquihue


(Foto: Getty Images)

Banhando a cidade de Puerto Varas, no Chile, o lago Llanquihue é embelezado pela presença do vulcão Osorno, que chega a mais de 2.650 metros de altura. Trata-se do segundo maior lago do Chile, com 860 km². Nos meses mais quentes, é possível passear de caiaque sobre suas águas, e diversos calçadões ao seu redor permitem agradáveis caminhadas. Na hora do pôr do sol, o vulcão Osorno ganha cores quentes, em um espetáculo da natureza que pode ser visto desde Puerto Varas.

8. Lago Ohrid


(Foto: Robert Atanasovski/AFP)

O lago Ohrid, na fronteira entre a Macedônia e a Albânia, é um dos destinos turísticos mais populares dos Balcãs, oferecendo um ambiente relaxado para quem quer curtir a natureza. Durante o verão, quando as temperaturas passam dos 30ºC no Leste Europeu, é possível se refrescar em suas águas. Tal cartão-postal não está cercado por montanhas imponentes, mas tem outros atrativos: o Ohrid é o lago mais antigo da Europa (sua origem remonta a mais de 1 milhão de anos) e banha a cidade macedônia de Ohrid, que abriga construções históricas fantásticas como a igreja de Sveti Jovan at Kaneo, erguida no século 13.

9. Lago Baikal


(Foto: Thinkstock)

Um dos grandes símbolos da Sibéria, o lago Baikal é considerado o mais profundo do mundo, com mais de 1.500 metros de profundidade. O destino também chega a ter 640 quilômetros de comprimento e 70 quilômetros de largura, além de ser rodeado por paisagens naturais lindíssimas, com montanhas, cavernas e florestas. Estudiosos dizem que o Baikal tem cerca de 25 milhões de anos, o que o faz ganhar outro título: o de lago mais antigo do mundo. Esta atração fica a cerca de 5.000 quilômetros da cidade de Moscou.

10. Lago Nakuru


(Foto: Thinkstock)

Parte do Quênia, o lago Nakuru é, sem dúvida, um dos destinos de natureza mais fascinantes da África (e olha que estamos falando de um país que abriga alguns dos melhores safáris do mundo). O local é frequentemente visitado por legiões de flamingos, o que deixa parte de sua superfície coberta por uma camada rósea que irá fascinar fotógrafos. O local está a 160 quilômetros de Nairobi e faz parte do Lake Nakuru National Park.

veja também