MENU

Obediência: a base do nosso relacionamento com Deus

Obediência: a base do nosso relacionamento com Deus

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 10:56

Parece-me que o ensino bíblico mais difícil de ser aplicado é o da obediência a Deus.

Poucos entendem que Ele é o Senhor. O princípio da relatividade moral impera. Os interesses pessoais se impõem sobre a vontade de Deus. As ofertas do presente século exercem mais atração à alma do que o que nos está reservado na eternidade. A busca constante é pelo aqui e agora, como se fôssemos os donos da vida. Valoriza-se a religião e o que ela pode oferecer; muitos creem que podem ser abençoados por Deus e O procuram, mas a submissão a Ele é desprezada.

Paulo descreve essa luta e mostra o caminho da vitória dizendo: "O que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a nossa natureza humana quer. Os dois são inimigos, por isso, vocês não podem fazer o que vocês querem" (Gl 5:17). Preciso vigiar muito, porque, ao fazer o que eu quero, posso estar em desobediência, lutando contra o Espírito de Deus.

Para facilitar nosso posicionamento, nos versos 19 e 20, o apóstolo cita algumas coisas que, se não forem enfrentadas de frente, em obediência a Deus, e vencidas, levarão, sem dúvida, à destruição. Veja: "As coisas que a natureza humana produz são conhecidas. Elas são: a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas. Repito o que já disse: os que fazem essas coisas não receberão o Reino de Deus".

Alguns ignoram esses ensinos, outros zombam deles, outros deliberadamente os desobedecem. Por quê? Porque quem não teve a sua natureza mudada pela salvação em Cristo, jamais compreenderá coisas espirituais. Andar de acordo com a natureza humana é o certo, o normal para eles. No que se refere à obediência a Deus, se exigir que abandonem o que prezam, escolherão sempre a sua própria vontade em detrimento da vontade do Senhor. Aliás, eles não têm a Deus como Senhor!... A ideia de senhorio do Criador, para eles, é um absurdo. Entendem que o ser humano deve ser livre, inclusive, livre de Deus.

Os que se entregaram a Cristo são novas criaturas (I Co 5:17). "As pessoas que pertencem a Cristo crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa natureza" (Gl 5:24). De acordo com esse texto, é fácil saber quem realmente pertence a Cristo. Jesus nos ensina dizendo: "As minhas ovelhas escutam a minha voz; eu as conheço e elas me seguem" (Jo 10:27). Em João 14:15, Ele exige: "Se vocês me amam, OBEDEÇAM aos meus mandamentos". E, no verso 21: "A pessoa que ACEITA e OBEDECE aos meus mandamentos prova que me ama. E a pessoa que me ama será amada pelo meu Pai, e eu também a amarei e lhe mostrarei quem eu sou". Tudo isso quer dizer que quem obedece a Deus vence o pecado e todo tipo de embaraços da vida e anda em comunhão com Ele. Deus só é Senhor de quem o obedece. Deus só tem comunhão com quem O obedece. Pense nisso.

Pastor Jonas Neves

Jonas Neves   nasceu em Rolândia - PR, em 07 de outubro de 1953. Nascido em lar evangélico, entregou sua vida a Cristo aos sete anos de idade. Em 1973 foi para Belo Horizonte, onde, em 1977 graduou-se bacharel em Teologia pelo STEB-FATEBAN - Faculdade Teológica Batista Nacional. Por cinco anos foi seminarista da Igreja Batista da Lagoinha e dentre outras realizações fundou a Igreja Batista Getsêmani de Belo Horizonte - MG, a qual pastoreou por 4 anos.

Depois disso aceitou o convite da Igreja Batista da Lagoinha, Belo Horizonte - MG, e esta serviu por 15 anos como pastor. No Final de 1999 o Pr. Jonas Neves de Souza assumiu o pastorado da Igreja Batista do Povo, São Paulo - SP. É casado com Solange e tem cinco filhos: Aline, Ádila, Anny, Iva e Alisson. Tem cinco netos. Em 1981 a Convenção Batista Nacional, CBN, o elegeu Secretario Executivo da Aliança Batista Missionária da Amazônia. Transferiu-se para Belém - PA com toda sua família. Até 1985 exerceu um ministério com muito sucesso. Estabeleceu igrejas, assentou missionários, implantou a estrutura da CBN, desde Rondônia até Piauí.

veja também