Após sobreviver a seis tiros em Orlando, jovem decide voltar para a igreja

Ángel pensou que havia recebido três tiros e presume que ele foi um dos primeiros a receber os disparos de Omar. Mas, na verdade, ele havia sido atingido por seis tiros.

fonte: Guiame, com informações da Univisión Puerto Rico

Atualizado: Terça-feira, 21 Junho de 2016 as 1:22

Ángel relatou para seu pai que no momento em que o tiroteio começou, ele pensou que tudo iria acabar. (Foto: Reprodução).
Ángel relatou para seu pai que no momento em que o tiroteio começou, ele pensou que tudo iria acabar. (Foto: Reprodução).

O mundo ainda sofre com o massacre ocorrido em Orlando, Flórida onde 49 pessoas morreram quando Omar Mateen disparou tiros em uma boate gay chamada Pulse. Pessoas do mundo todo se uniram à dor da perda dessas vidas em Orlando e ainda mais na América Latina, pois grande parte das vítimas são porto-riquenhas.

Os sobreviventes do massacre estão, aos poucos, sendo curados tanto fisicamente quanto psicologicamente. Um deles é Ángel Colún, que recebeu seis tiros em seu corpo, principalmente em sua cintura e perna. Ele disse para seu pai que agradece a Deus pela segunda chance de viver sua vida ao máximo. O rapaz ainda declara que voltará aos caminhos de Deus, na igreja onde era costumado a cantar.

De acordo com os relatórios, Ángel pensou que havia recebido três tiros e presume que ele foi um dos primeiros a receber os disparos de Omar. O sobrevivente continua hospitalizado na “Orlando Regional Medical Center”. No local, sua família recebeu a informação de que o jovem não havia sido baleado apenas três vezes, mas foram seis balas que perfuraram o seu corpo.

Ángel relatou para seu pai que no momento em que o tiroteio começou, ele pensou que tudo iria acabar ali e naquele momento havia recorrido a Deus em oração dizendo: “Senhor, não permita que eu vá neste momento”. Deus fez um milagre em sua vida.

O pai de Colón contou para a reportagem da Univisión Puerto Rico, que quando a tragédia aconteceu, foi a esposa de seu pastor que chegou em sua casa para contar o que ocorreu com seu filho. O motivo foi o fato de seu telefone estar desligado na hora.

Depois dos momentos de aflição e angústia, pai e filho se abraçam emocionadamente. No momento, Ángel contou ao seu pai: “Eu não vou fazer mais isto. Eu vou mudar minha vida por completo. Eu vou voltar para igreja". Seu pai finalizou afirmando que Deus ofereceu uma nova caminhada. "Deus tem lhe dado outra oportunidade“, concluiu.

Confira a reportagem:

veja também