"A palavra deve ser a maior alegria do jovem cristão", afirma líder de mocidade

Em sua ministração, o jovem relata que manter a mocidade na igreja é um grande desafio hoje. “Qual é o maior desafio no ministério de jovens na maioria das igrejas? Manter os jovens na igreja".

fonte: Guiame, Karlos Aires

Atualizado: Terça-feira, 8 Março de 2016 as 10:48

"Sempre pensei que a salvação fosse um assunto que a maioria dos crentes dominassem. Estava enganado", afirma Pedro. (Foto: Arquivo Pessoal).
"Sempre pensei que a salvação fosse um assunto que a maioria dos crentes dominassem. Estava enganado", afirma Pedro. (Foto: Arquivo Pessoal).

Pedro Pamplona é um jovem cearense conhecido por seu trabalho no blog “Vida de Graça”. Na última segunda-feira, 7, ele publicou o primeiro vídeo do canal, onde ele aborda um assunto muito importante atualmente: o que um ministério de jovens precisa ter para permanecer na ativa? Pedro tem 25 anos e busca evangelizar por meio da internet. O blog “Vida de Graça” foi uma das formas que ele encontrou para propagar o evangelho.

No vídeo, Pedro afirma que os cristãos devem receber a palavra de Deus com alegria. “Todo crente recebe a palavra com alegria. Isso significa que a palavra é a maior satisfação e a maior alegria do crente e o jovem cristão. Mas, infelizmente, não é isso que vemos hoje”. Em outra oportunidade, o Portal Guiame publicou o artigo de Naor Mendonça, onde ele faz um alerta sobre a mocidade mundanizada dentro da igreja.

Em sua ministração, o jovem relata que manter a mocidade na igreja é um grande desafio hoje. “Qual é o maior desafio no ministério de jovens na maioria das igrejas? Manter os jovens na igreja. E como é que eles fazem isso? Através de outras coisas que não são a palavra de Deus. É por isso que no ministério de jovens nós precisamos ou nós temos que ter algo diferente do que a igreja comumente faz. Porque a alegria do jovem não está na palavra de Deus. Na satisfação total da palavra de Deus. É por isso que precisam das luzes, do show, do entretenimento, se os amigos não vierem eu também não venho. É por isso que a gente faz muita firula, pra poder manter o jovem com parte de seu interesse na palavra”.

Entrevista

Em entrevista exclusiva para o Portal Guiame, Pedro contou como surgiu a ideia de criar o Vida de Graça. “O blog tem como tema principal a soteriologia, área da teologia que estuda a doutrina da salvação. Sempre pensei que esse fosse um assunto que a maioria dos crentes dominassem ou tivessem uma boa base. Afinal, salvação é o assunto que a gente mais trata na igreja. Estava enganado. Percebi que erramos muito a respeito da nossa própria salvação” declarou.

“Não sabemos articular bem o evangelho e muitas questão que envolvem a eleição, regeneração e justificação, por exemplo, são mal compreendidas por muitos. Foi vendo essa necessidade que iniciei o blog, para estudar e ensinar melhor a respeito da graciosa salvação de Deus ao seu povo”, disse Pedro.

Além de “blogar”, o cearense é líder do ministério de jovens de sua igreja. “Tem sido um enorme desafio, mas muito gratificante”. Também atua como professor de escola bíblica na turma de soteriologia e ajuda na administração do instituto teológico de sua igreja. “Amo a igreja local e não me imagino vivendo sem ela. Servir ali é algo muito precioso. Todos os jovens devem estar engajados em suas igrejas, usando os dons e talentos para edificação do corpo”, afirma.

Testemunho

Questionado sobre sua motivação em permanecer com o Vida de Graça, Pedro conte um testemunho. “Recentemente fiquei sabendo de uma moça que chegou até minha igreja através do blog. Ela contou que conheceu as doutrinas da graça através do nosso trabalho e mudou sua visão sobre salvação e vida cristã. O amor a Deus e sua palavra e relatos como esse nos motivam a continuar investindo tempo e recursos no blog. É uma boa responsabilidade e um grande privilégio”, relatou.

Por fim, o jovem falou sobre o que um ministério de jovens precisa ter para crescer. “Esse tipo de pergunta está na moda. Aliás, sempre esteve. Infelizmente, na grande maioria dos casos, a palavra "crescer" está associada a quantidade e não qualidade. Esse é o primeiro erro. E é exatamente por buscar quantidade primeiro que os ministérios de jovens tem se perdido e se tornado iguais ao mundo”, disse.

“Penso que todo crescimento eclesiástico segundo a vontade de Deus deve estar completamente ligado a Palavra de Deus. O que precisamos para crescer primeiro com qualidade e depois com quantidade? Somente a Palavra de Deus, pregada de forma pura e honesta. Nosso papel é plantar e regar através da Palavra, mas o crescimento vem de Deus (1 Co 3:6). Quando usamos outros métodos, como o entretenimento por exemplo, estamos criando troncos sem raízes. Eles facilmente morrerão com o tempo. Precisamos pregar a Palavra sem muitos enfeites e firulas”, finalizou.

Assista o vídeo:

veja também