Pastor que chamou o Islã de "satânico" está sendo julgado na Irlanda

Segundo as autoridades, o líder utilizou uma rede pública de comunicações de forma indevida, compartilhando uma mensagem grosseiramente ofensiva. Ele nega as acusações.

fonte: Guiame, com informações de Christian Today

Atualizado: Terça-feira, 15 Dezembro de 2015 as 3:03

O julgamento do pastor James McConnell começou na manhã desta segunda-feira. (Foto: Belfast Telegraph)
O julgamento do pastor James McConnell começou na manhã desta segunda-feira. (Foto: Belfast Telegraph)
Um pastor irlandês de 79 anos está enfrentando um processo judicial por chamar a religião muçulmana de "satânica" em uma de suas pregações feitas em maio do ano passado.

O julgamento do pastor James McConnell começou na manhã desta segunda-feira (14) em Belfast, capital da Irlanda do Norte. Ele está sendo processado sob a "Lei de Comunicações" regida desde 2003.

Segundo as autoridades, o líder utilizou uma rede pública de comunicações de forma indevida, compartilhando uma mensagem grosseiramente ofensiva. Ele nega as acusações.

McConnell fez os comentários em um sermão compartilhado na igreja Whitewell Metropolitan Tabernacle, na qual lidera. "As pessoas dizem que há bons muçulmanos na Grã-Bretanha — que podem ser mesmo —, mas eu não confio neles. O Islã é pagão. O Islã é satânico. O Islã é uma doutrina gerada no inferno", disse ele.

O julgamento, que teve início na segunda-feira, deverá ser prolongado por vários dias. 

veja também