"Quer ter uma vida transformada? Confesse seus pecados", diz pastor da Lagoinha

Na última edição do programa "Profetizando Vida", o assunto abordado foi a transformação de vida por meio da confissão de pecados. Zulato se baseou na história de Esaú e Jacó.

fonte: Guiame

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2016 as 11:05

"Jacó acreditava que de alguma forma precisava da bênção da primonigetura", disse o pastor. (Foto: Reprodução/YouTube).
"Jacó acreditava que de alguma forma precisava da bênção da primonigetura", disse o pastor. (Foto: Reprodução/YouTube).

O pastor Vinícius Zulato, da Igreja Batista da Lagoinha ainda está a frente do programa “Profetizando Vida” que é geralmente apresentado pelo pastor Márcio Valadão, líder da igreja. Na última edição, o assunto abordado foi a transformação de vida por meio da confissão de pecados. Zulato se baseou na história de Esaú e Jacó.

“A pergunta que temos tratado aqui é como eu posso ter a minha vida transformada. Nós estamos aqui nos pautando no exemplo de Jacó. Porque Jacó foi aquele personagem que nascendo na com companhia do seu irmão, eles eram gêmeos, acabou nascendo depois. Esaú era o primogênito e Jacó nasceu então posteriormente”, introduziu.

“Jacó acreditava que de alguma forma precisava da bênção da primonigetura que era por direito ao seu irmão Esaú, pra que a vida dele de alguma forma fosse favorecida. E em quantas confusões Jacó não se meteu para tentar conseguir a bênção do seu irmão Ezaú?”, questionou o pastor.

Então, Zulato continua a explicar a história do personagem bíblico. “Primeiro ele enganou Esaú, posteriormente enganou seu próprio pai, foi jurado de morte e por isso teve de fugir. Mas, a bíblia mostra pra mim e pra você que a bênção de Jacó não estava na primonigetura. O que ele precisava era de um encontro real com Deus”.

“Era de firmar um compromisso com Deus e andar nesse compromisso e mais do que isso. Jacó precisava reconhecer os seus erros. Ele precisava confessar os seus pecados. Confessar as suas faltas e foi exatamente isso o que aconteceu com ele já no final da sua vida”, prossegiu.

“O texto bíblico diz que subindo ele para oferecer sacrifício ao Senhor, Jacó se livrou dos seus erros. Ele conclamou a sua família. Os seus filhos e as suas esposas. No caso, Jacó, por uma questão cultural, tinha duas mulheres. Raquel e Lia. Ele os chamou para se consagrarem e se livrarem de seus ídolos. Ele reconheceu que havia faltado com Deus e agora, uma vez que a sua vida estava sendo totalmente transformada, ele abre a sua vida, ele confessa seus pecados”, comentou.

Confessar os pecados

O pastor continua sua ministração citando um novo versículo. “A bíblia diz em I João: 1, 9 que se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar dos nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça. A bíblia diz mais, confessai os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados porque muito pode por sua eficácia a oração de um justo” (Tiago 5, 13 e 14).

“A confissão tem essas duas dimensões, ela tem uma dimensão horizontal e ela tem uma dimensão vertical. Nos confessamos nossos pecados a Deus para sermos perdoados. Mas nos também confessamos ao nossos irmãos para sermos curados, porque Deus usa pessoas para trabalhar nas áreas de fragilidade do nosso caráter, a fim de nos sermos sarados por Deus”.

“Quer ter uma vida transformada? Uma nova vida? “Então eu desafio você a abrir seu coração. Quais são os pecados que você tem enfrentado?”, questiona o pastor.

Assista o vídeo na íntegra

veja também