"Honrar pai e mãe significa colocar a mão no bolso", afirma Vinicius Zulato

Zulato ressalva que elogiar os pais é bonito, mas que isso não é mais que nossa obrigação. Ela ainda falou sobre seu relacionamento com sua mãe.

Fonte: GuiameAtualizado: segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016 14:50
Reprodução: Youtube
Reprodução: Youtube

O pastor da Igreja Batista da Lagoinha, Vinicius Zulato, falou durante o programa “Profetizando Vida” que não devemos honrar nossos pais apenas com palavras, mas também com dinheiro. Ele inicia sua explanação lendo a passagem de Êxodo 20 que diz “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenha longa vida na terra, que o Senhor Deus te dá”.

Logo após, ele cita uma passagem escrita pelo apóstolo Paulo. “É tão interessante que o apóstolo Paulo, quando vai descrever o enchimento do Espírito em efésios 5, ele diz: ‘não se embriague com o vinho onde há dissolução, mas enchei-vos do Espírito falando com salmos, hinos, com cânticos espirituais’. Ele diz, filhos, obedecei aos vossos pais porque isso é justo e digno. E ele cita, ‘honrarás teu pai e tua mãe para que se prolongue teus dias sobre a terra. Esse é o primeiro mandamento com promessa’”, disse o pastor.

O que poucos imaginariam é que Vinicius afirma que o versículo se refere a dinheiro. “Mas, o que significa honrar pai e mãe? Aqui, a palavra honra está diretamente ligada a dinheiro. É isso mesmo. Honrar pai e mãe significa colocar a mão no bolso. Todo mundo tem um pai e tem uma mãe. Então, eu convido você a honrar seu pai e sua mãe colocando sua mão no bolso. De repente você sabe de uma dificuldade financeira que o seu pai ou sua mãe está precisando. E se você tem condição, você deve pegar esse recurso financeiro e honrar seu pai ou a sua mãe”, explicou.

Zulato ressalva que elogiar os pais é bonito, mas que isso não é mais que nossa obrigação. Logo depois, falou sobre seu relacionamento com sua mãe. “Nós não fomos chamados para elogiar nossos pais apenas com palavras. Isso é bonito. Elogiá-los, agradece-los é mais que a nossa obrigação, não é mesmo? Eu, graças a Deus tenho muita gratidão pela vida e pelo exemplo da minha mãe. O meu pai já faleceu há 13 anos quando eu tinha apenas 18 anos, meu pai tinha 38 anos e ele faleceu em um acidente de carro. E a partir desse momento que eu perdi meu pai, a minha mãe assumiu uma postura bem intensa na minha vida, quase que fazendo o papel das duas pessoas”, comentou.

“A minha mãe precisou me ajudar em muitos momentos difíceis na minha vida, principalmente quando eu vim para Belo Horizonte pra estudar no seminário e eu sou muito grato a Deus. Se você tem condições de acompanhar os cultos ‘Cristo Vivo’ pela Rede Super, que minha mãe está presente você sabe que eu faço sempre questão de honrar ela na frente das pessoas”, continuou.

Zulato então cita um exemplo de testemunho sobreo o assunto. “Eu me lembro de um exemplo também que o pastor Flavinho Marques trouxe de um jovem da nossa igreja que havia economizado uma certa quantia para comprar um carro. Então, ele chegou para o pastor Flavinho e falou: ‘pastor, eu tenho aqui esse dinheiro e eu tenho orado e pedindo ao Senhor uma direção, se eu devo usa-lo para comprar o carro ou não’. E o Flavinho parou pra perguntar: ‘você já perguntou a sua mãe se ela não está precisando de algo em casa?’ E a cozinha e alguns cômodos da casa estava precisando de reforma. Então, o pastor disse: ‘porque invés de você usar esse dinheiro para comprar o carro, você não dá pra sua mãe pra ela reformar a casa?’.

Sabe o que aconteceu? Aquele jovem pegou o dinheiro e deu a sua mãe. E pouco tempo depois, aquele jovem foi honrado com uma quantia de recurso muito maior do que ele havia dado a sua mãe. Porque ele decidiu honrar seu pai e sua mãe”, pontuou.

Confira o vídeo na íntegra

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições