"Se Jesus conseguiu restaurar Pedro, também pode restaurar você", diz pastor

O pregador e escritor J. Lee Grady comentou a forma poderosa como Jesus restaurou a vida de Pedro e mostrou que esta história tem a ver com muitos cristãos.

fonte: Guiame, com informações do Charisma News

Atualizado: Quinta-feira, 13 Abril de 2017 as 10:25

Jesus ceiando com discípulos. (Imagem: Youtube)
Jesus ceiando com discípulos. (Imagem: Youtube)

"O discípulo corajoso que tinha prometido a Jesus que o seguiria em qualquer lugar se transformou em um covarde". A afirmação feita pelo pastor e escritor J. Lee Grady em uma de seus artigos recentes se refere a Pedro, que acabou negando a Jesus quando se viu de alguma forma "em apuros" por ser um dos seguidores do Messias.

Em uma reflexão de Páscoa publicada pelo site 'Charisma News', Lee Grady expôs como o poder e a soberania de Deus se manifestaram através de Jesus na restauração de Pedro.

"Uma das partes mais tristes da história da Páscoa ocorreu na noite em que Jesus foi preso. Seu discípulo Pedro estava estressado até o ponto de ruptura e temeroso da multidão. Quando a criada do sumo sacerdote o acusou de ser um discípulo de Jesus, o seguidor negou-O", contou.

"Quando a menina repetiu sua acusação a alguns espectadores, ele negou conhecer Jesus novamente. Quando outros o interrogaram, a Bíblia diz que Pedro 'começou a invocar uma maldição sobre si mesmo e a jurar: Eu não conheço este homem de quem você fala' (Marcos 14:71). O discípulo corajoso que tinha prometido a Jesus que o seguiria em qualquer lugar se transformou em um covarde. Ele cedeu sob a pressão", acrescentou.

Lee Grady conta que a restauração completa de Pedro está relatada no Evangelho segundo João e comenta a possível reação de Pedro ao reencontrar seu mestre, ressurreto e pronto a perdoá-lo.

"Este poderia ter sido o fim para Pedro. Ele chorou amargamente e desapareceu. Nada mais é dito sobre ele nos Evangelhos de Mateus e Marcos. Lucas diz que Pedro foi ao sepulcro de Jesus e o encontrou vazio. João é o único Evangelho que explica como Pedro encontrou restauração completa após seu fracasso", explicou.

"Pedro deve ter ficado curioso quando viu o almoço completo que Jesus preparou para os discípulos na praia. Como aquilo poderia acontecer? Jesus não estava nem franzindo a testa, não estava esperando para fazer uma severa repreensão ao seu discípulo. Ele não repreendeu Pedro nem se lembrou de sua negação covarde na noita da crucificação", acrescentou. "Este incrível Salvador simplesmente convidou Pedro para sentar com ele e comer. Jesus queria estar com seu amigo".


A restauração
Continuando a comentar o texto bíblico, o pastor lembra que a "confrontação" de Jesus a Pedro foi completamente baseada no amor.

"Então Jesus conversou com seu amado Pedro através do processo de cura. Ele perguntou a Pedro três vezes: 'Você me ama?'. Certamente Pedro percebeu que Jesus estava se repetindo três vezes para aplicar intencionalmente o perdão às suas três negações. Os três mandamentos de Jesus a Pedro ('Apascenta os meus cordeiros', 'Tende as minhas ovelhas' e 'Apascenta as minhas ovelhas') proporcionaram toda a confiança que ele precisava", destacou. "Jesus não o desqualificou. Pedro não foi mandado embora como um fracasso. Ele estava de volta ao jogo".

O pastor reforçou a eficácia da restauração que Jesus operou sobre Pedro, citando os tão relevantes sermões que o apóstolo pregou posteriormente, como citado no livro de Atos.

"O que é ainda mais surpreendente é como aquele Pedro instável, impetuoso e inseguro foi transformado depois de ter sido batizado no Espírito Santo, algumas semanas depois. Aquele homem fraco, que havia desmoronado sob pressão quando seu Mestre foi preso, passou a pregar não um, não dois, mas três sermões importantes nos capítulos iniciais do livro de Atos", afirmou.

"Três negações a Cristo. Três afirmações do amor de Cristo. Três sermões corajosos, defendendo Jesus em face da oposição. Espero que você possa fazer a matemática", propôs o pastor.

Lee Grady finalizou sua reflexão, lembrando a importante lição que a história de Pedro traz aos cristãos.

"A história de Pedro é minha história e a sua também. Todos nós precisamos saber que o Salvador ressurreto está disposto a nos receber de volta, mesmo depois o termos decepcionado. Ele é fiel mesmo quando somos infiéis", lembrou. "Há um pouco de Pedro em todos nós. Somos fracos diante da tentação. Nós pisamos na bola muitas vezes. Permitimos que o medo nos paralise".


Identificação
O pastor lembra que por mais que isto seja difícil de entender humanamente, a graça e o amor de Deus são ilimitados e incondicionais.

"Talvez você tenha mantido um 'registro espiritual' para lembrar-se de quantas vezes você falhou com Deus. Você pode ter pensado que extrapolou o limite da graça de Deus com suas falhas", sugeriu o pastor. "Contudo, a história da Páscoa nos mostra o contrário. O mesmo Cristo que venceu a sepultura também venceu o nosso pecado e a vergonha. O mesmo Pedro que negou conhecer Jesus acabou sendo uma de suas mais ousadas testemunhas".

"Ao celebrar o Dia da Ressurreição neste fim de semana, lembre-se que depois que Pedro chorou por causa de sua embaraçosa falha, o sol surgiu e Jesus apareceu na praia com uma refeição preparada. Ele convidou Pedro para o café da manhã, e depois amorosamente restaurou sua fé. Jesus pode fazer o mesmo por você, não importa como você falhou com Ele. Se Ele conseguiu restaurar Pedro, também pode restaurar você", finalizou.

veja também