“Tudo o que passei foi para a glória de Deus”, diz homem curado de tumor cerebral

Francisco teve duas fortes convulsões até ser diagnosticado com um tumor cerebral. Ele teve de fazer uma cirurgia com o risco de ficar cego ou perder movimentos do corpo.

fonte: Guiame, Karlos Aires

Atualizado: Quarta-feira, 26 Abril de 2017 as 2:34

Apesar de ter sua fé abalada, Francisco conta que receber mensagens de apoio o fez recuperar a esperança perdida. (Foto: Reprodução/Facebook).
Apesar de ter sua fé abalada, Francisco conta que receber mensagens de apoio o fez recuperar a esperança perdida. (Foto: Reprodução/Facebook).

Em uma manhã de domingo, quando Francisco Santos Rocha se preparava para ir a igreja com sua esposa. Mais especificamente no dia 19 de março, um dia que ficou marcado em sua história. Aos 34 anos, o coordenador de operações da TV Cidade, em Fortaleza (CE) percebeu algo estranho em seu corpo. Ele explicou em uma publicação na sua conta do Facebook.

“Eu e minha esposa íamos nos preparar para ir à igreja, minha perna esquerda ficou dormente e depois começou a doer. Minha respiração ficou descontrolada, gritei pra ela ligar para a ambulância pois algo estava errado. Depois disso perdi a consciência. Quando voltei já estava no hospital sendo medicado. Era minha primeira convulsão”, contou.

“Pouco tempo depois chega minha mãe e minha irmã. Fiz exames de sangue e coração. Tudo OK. Os médicos já iam me dar alta, mas aí aconteceu a segunda convulsão, mais forte, com mais dores. Minha esposa correu para chamar o médico. Logo eu perdi a consciência, e minha irmã viu todo o meu drama aos gritos de dor. Quando voltei, já estava respirando por aparelhos, equipamentos no peito verificando o coração e pressão”, ressaltou.

Tumor no Cérebro

Francisco lembrou o momento difícil quando o médico lhe disse que ele estava com um tumor no cérebro. “Foi quando chamaram o neurologista e esse pediu que fizesse tomografia. De cara esse exame já mostrou que tinha algo na minha cabeça. Pediram a ressonância, ela confirmou um edema/tumor cerebral. Que domingo!”, escreveu.

“Na segunda pela manhã o neuro me chama e mostra o exame e diz: ‘Você precisa operar amanhã, é grave, não podemos esperar! É uma operação de risco e você pode perder a visão ou os movimentos do lado esquerdo. E como em toda cirurgia... pode não voltar’. Bateu desespero, e eu pensei que não contaria essa história pra vocês. Perdi a fé”, revelou.

Apesar de ter sua fé abalada, Francisco conta que receber mensagens de apoio o fez recuperar a esperança perdida. “Minha família ficou em choque, mas muito confiante que tudo daria certo. Recebi diversas mensagens de apoio, por áudio e escrita e fui criando mais esperança. Recebi visitas de mais familiares e amigos do trabalho. Todos me dando força e aquilo me encheu de fé. Coloquei no meu coração que meu Deus é poderoso para fazer tudo”, ressaltou.

Imagem do exame onde mostra o tumor cerebral de Francisco. (Foto: Reprodução/Facebook)

Providência de Cura

Francisco conta como entregar seu problema a Deus o fez comemorar sua cura. “Na terça foi a cirurgia, bem cedo. Abri os olhos por volta das 11h30. Uau! Eu acordei. Estou vivo, enxergando, movimentado tudo. Não sabia se sorria ou se chorava. Agradeci tanto a bondade e a misericórdia de Deus. No sábado eu recebi alta”, contou.

“Semana passada fiz uma tomografia e levei ao médico segunda (dia 24 de abril) e ele falou que estava tudo OK e tudo dentro do previsto. Amém!”, comemora.

Francisco finaliza dizendo o motivo de ter compartilhado seu testemunho. “Fiz esse post para duas coisas: Encorajar pessoas que estejam passando por problemas, dos mais simples aos mais complexos. Entreguem tudo nas mãos poderosas de Deus. Ele sabe o que é melhor para sua vida. E para agradecer. Agradecer ao Deus todo poderoso, fiel e que têm tanta compaixão dos seus. Obrigado, Pai! Obrigado por viver mais, por ver minha família, minha esposa, amigos. Obrigado por Tua graça abundante”, agradeceu.

Em entrevista para o Portal Guiame, Francisco comentou: “Tudo o que eu passei foi para honra e glória de Deus. Porque no momento da aflição você fica pensando no pior, né? Então, você perde a fé e isso aconteceu comigo. E eu fiquei pensando: 'Puxa, meus anos de igreja não valeram a pena?' Aí foi quando as pessoas começaram a me ligar, a me mandar mensagens e a minha família também muito confiante. E eu só fiz entregar minha vida nas mãos de Deus. Deus fez o melhor para mim, graças a Deus que aqui estou vivo. Tudo depende dEle, tudo é para Ele, por Ele e eu só tenho a agradecer mesmo a Deus”, finalizou.

veja também