Família perdoa assassino que matou idoso ao vivo no Facebook: “Ele é amado por Deus”

O idoso foi escolhido ao acaso por um criminoso que transmitiu o assassinato ao vivo pelo Facebook. Em entrevista ao vivo, sua família declarou o perdão e o amor de Deus.

fonte: Guiame, com informações de CNN

Atualizado: Terça-feira, 18 Abril de 2017 as 3:31

Em entrevista ao vivo, a família declarou o perdão e amor de Deus. (Foto: Reprodução/CNN)
Em entrevista ao vivo, a família declarou o perdão e amor de Deus. (Foto: Reprodução/CNN)

Um idoso que voltava de um almoço de Páscoa na tarde de domingo (16) em Cleveland, no estado norte-americano de Ohio, foi escolhido ao acaso por um criminoso que transmitiu o assassinato ao vivo pelo Facebook.

Robert Godwin, de 74 anos, foi friamente assassinado por Steve Stephens, de 37 anos. Mesmo com o crime brutal, os filhos da vítima declararam em entrevista ao vivo na CNN o perdão e amor de Deus pelo assassino.

“Eu, sinceramente, posso dizer que não tenho nenhum sentimento de ódio em meu coração contra este homem, porque eu sei que ele é um indivíduo doente”, disse Debbie Godwin na noite de segunda-feira.

“Eu juro que eu não poderia fazer isso se eu não conhecesse a Deus”, Debbie acrescentou. “Se eu não o tivesse como meu Deus e meu Salvador, eu não poderia perdoar esse homem”.

Sua irmã, Tonya Godwin-Baines, concordou sobre a necessidade de perdão. “O que eu mais quero guardar do meu pai é o que ele nos ensinou sobre Deus... Como a temer a Deus, como amar a Deus e como perdoar. Cada um de nós perdoamos o assassino”.

Com a voz embargada, Godwin-Baines disse que tem se fortalecido por causa de sua fé e reconhece o sofrimento de outras pessoas que estão envolvidas no caso. “Perdemos o nosso pai, mas uma mãe perdeu seu filho, seus filhos perderam um pai”, disse ela.


O assassino Steve Stephens, de 37 anos (à esquerda) e a vítima Robert Godwin, de 74 anos. (Foto: Reprodução)

As filhas falaram com orgulho do exemplo de fé e perdão dado por seu pai, que deixou dez filhos e 14 netos. “É exatamente o que nossos pais nos ensinaram. Eles não apenas falavam, eles viviam”, Godwin-Baines acrescentou.

No dia seguinte da entrevista à CNN, o criminoso foi encontrado morto na cidade de Erie após uma rápida perseguição policial na manhã desta terça-feira, informou a polícia do estado da Pensilvânia.

“Steve Stephens foi visto nesta manhã por integrantes da Polícia Estatal da Pensilvânia no condado de Erie. Após uma breve perseguição, Stephens se suicidou com um tiro”, informou a corporação pelo Twitter.

Quando questionada sobre qual mensagem deixaria para o assassino de seu pai, Debbie expressou compaixão: “Eu só quero que ele saiba que, mesmo em seu pior estado, ele é amado por Deus. Deus o ama, mesmo com todas as coisas ruins que ele fez com o meu pai”.

veja também