“Há um movimento de reforma chegando no Brasil”, profetiza Stacey Campbell

Em entrevista exclusiva ao Guiame, Stacey Campbell fala sobre o momento atual do Brasil, após profecia entregue ao País em 2014. Assista!

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2016 as 5:44

Stacey Campbell liberou uma profecia sobre o Brasil em 2014, durante o 20º aniversário da igreja Catch the Fire em Toronto, no Canadá. (Foto: Reprodução/Youtube/Guiame Notícias)
Stacey Campbell liberou uma profecia sobre o Brasil em 2014, durante o 20º aniversário da igreja Catch the Fire em Toronto, no Canadá. (Foto: Reprodução/Youtube/Guiame Notícias)

“Brasil, se prepare! Uma onda da minha santidade e do meu poder de reforma está vindo para a nação do Brasil”. A frase é parte de uma profecia direcionada ao País em 2014 através de Stacey Campbell, durante o 20º aniversário da igreja Catch the Fire em Toronto, no Canadá.

Dois anos depois, o Brasil começou a vivenciar o “movimento de reforma” e “justiça no governo corrupto” descritos na profecia dita pela canadense, através de ações como as manifestações populares, a Operação Lava Jato e o processo de impeachment da presidenta.

“Eu creio que se a igreja no Brasil se levantar agora, milagres de transformação irão acontecer nessa nação. Algumas pessoas podem olhar a situação no Brasil e dizer: ‘É impossível, nós não temos fé, nós estamos desencorajados’. Mas eu declaro: ‘Não’! Essa é uma oportunidade de Deus fazer milagres impossíveis”, disse Campbell em entrevista exclusiva ao Guiame.

Na ocasião da profecia, Campbell havia subido ao altar da igreja para compartilhar o testemunho de seu filho, Judá, que foi curado após ficar tetraplégico. “Não foi algo planejado”, disse ela. “Enquanto eu estava compartilhando esse testemunho, o Espírito de Deus veio sobre mim poderosamente, e eu comecei a gritar: ‘Brasil, Brasil, Brasil’”.

Porém, o testemunho de Judá e a profecia para o Brasil não se cruzaram em vão. “Eu vi no espírito que as mesmas coisas impossíveis que tinham acontecido com o meu filho, também aconteceriam no Brasil, coisas impossíveis — transformação no País”, disse ela.

Confira a entrevista completa: 

Acidente profético

Aos 24 anos, Judá estava praticando rugby quando sofreu um acidente em meio ao jogo, e ficou instantaneamente tetraplégico. Por causa do severo dano na espinha dorsal do jovem, os médicos disseram que havia 95% de chance de ele permanecer nessa condição pelo resto de sua vida.

Em meio a dias de milagres e palavras proféticas, Judá saiu andando do hospital cinco semanas após o acidente, e hoje está 100% curado. No entanto, seu acidente teve um significado profético. No ano mesmo ano, o apóstolo Chuck Pierce liberou uma palavra: “Judá vai à frente” — e foi aí que Campbell passou a entender os propósitos de Deus.

“Eu acredito que o Judá expressa essa cura do tetraplégico, ou seja, de um corpo que não podia se mobilizar, não podia se mover e estava absolutamente paralisado. A cura dele é um sinal sobre o que Deus quer fazer na terra”, disse ela.

Campbell avalia que muitas vezes, na Bíblia, as famílias dos profetas eram sinais das profecias. “‘Ezequiel, a esposa que você ama vai morrer hoje a noite’; ‘Isaías, vá, profetize, e você vai dar a luz a um filho’; ‘Oseias, vá e se case com uma prostituta’. Eu não sei porque, mas muitas vezes, as famílias dos profetas vivem a profecia”, analisa.

Mudança através da oração

De acordo com Campbell, Deus fará milagres impossíveis se a igreja receber essa palavra com fé, lutando por ela em oração. “Daniel pegou uma palavra de Jeremias que já tinha sido liberada há 70 anos, Elias se baseou em uma profecia de três anos e meio, e eles começaram a orar essas profecias quando o tempo veio, e agora é o tempo para pegar a profecia para transformação do Brasil e orar como nunca antes”, incentivou.

“O Brasil tem que ver esse tempo difícil como uma oportunidade, onde tudo está sendo exposto. Existem soluções para uma reforma, para uma transformação, para o fim da injustiça”, completou Campbell. “Tudo o que pode ser abalado será abalado, para que as coisas que não podem ser abaladas permaneçam”.

Relembre a profecia declarada em 2014:

 

veja também