MENU

Carpegiani adota 'pijama training' e vê dificuldade em armar time desfalcado

Carpegiani adota 'pijama training' e vê dificuldade em armar time desfalcado

Atualizado: Quinta-feira, 28 Abril de 2011 as 1:31

Os problemas médicos atormentam a vida do técnico Paulo César Carpegiani. Lucas e Fernandinho seguem em recuperação de lesões e não têm previsão de volta ao gramado. Alex Silva, que jogou no sacrifício contra o Goiás, segue com o joelho direito inchado e fará tratamento nos próximos dois dias. Rhodolfo deixou a partida da última quarta-feira no intervalo após sentir dores na panturrilha esquerda e será avaliado nesta quinta-feira. E, longe de estar 100%, o time tem apenas dois dias para se recuperar para a semifinal de sábado, contra o Santos. A vitória sobre o Esmeraldino por 1 a 0 e a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil já ficaram para trás.

Até a hora da partida, o técnico Paulo César Carpegiani fará o máximo para preservar seus atletas. Ele vai antecipar a concentração para que os atletas possam descansar o máximo possível, seguindo uma alimentação correta. Ajustes no time? Tudo na base da conversa.

- Você precisa resguardar, não arriscar. Eu já tenho quase todo o meu ataque fora. Vamos usar o 'pijama training', não tem outra maneira, é descansar e jogar. Quando eu falei que precisava de mais tempo para preparação no começo do ano, era exatamente para o momento que estamos vivendo. O time que vai começar o jogo no domingo é o mesmo que jogou hoje. Farei apenas alguns ajustes táticos. Mesmo com todo o desgaste, a expectativa é de um grande jogo porque os dois times terão apenas esse duelo para buscar o resultado – ressaltou.

Carpegiani diz que não é fácil armar o time sem peças importantes.

- É difícil chegar nessa fase decisiva sem contar com atletas como Fernandinho e Lucas, que fazem muita falta. É só observar e vocês vão perceber que estou sem quase todo o meu ataque. E o torcedor não quer nem saber, quer ver o time vencendo. É claro que o desgaste preocupa, mas agora não tem muito que fazer, serão jogos decisivos na sequência. Mas eu vou procurar dar força aos atletas que vão entrar – afirmou Carpegiani.      

veja também