MENU

Murilo lembra dos problemas na Itália e afirma: 'Foi o Mundial da superação'

Murilo lembra dos problemas na Itália e afirma: 'Foi o Mundial da superação'

Atualizado: Segunda-feira, 11 Outubro de 2010 as 12:37

Foram muitos os percalços até a conquista do tricampeonato mundial. Para chegar no alto do pódio, a seleção brasileira de vôlei precisou lidar com o drama da doença de Marlon, as lesões dos seus principais jogadores e as duras críticas ao grupo. Já com a medalha de ouro no peito, o ponteiro Murilo, que também levou o prêmio de melhor jogador, disse que foi a conquista da superação.

- Por todo os problemas físicos, este foi o título mais difícil. Foi o Mundial da superação. Conversávamos que até 2009 nunca tinha acontecido nada parecido durante um torneio. Nos considerávamos sortudos. Neste, teve o Marlon, que nem era problema físico, mas sim fisiológico. Depois o Leandro, Bruno e eu mesmo - analisou o MVP, que deixou a Arena de Roma com uma bolsa de gelo no tornozelo esquerdo.

Em Verona, ainda na primeira fase, a seleção tinha apenas um levantador. Marlon buscava a causa do seu abatimento e das dores que vinha sentindo na barriga. Descobriu uma inflamação no intestino, mas era tarde. As duas primeiras fases já tinham passado. Correu contra o tempo para se recuperar e dar sua contribuição no Mundial. Na semifinal contra a Itália, mesmo que fora de forma, precisou enfrentar o clima de rivalidade e as vaias dos fanáticos torcedores para substituir à altura Bruninho, que levou um pisão no pé esquerdo e, depois de passar a noite em tratamento, jogou a decisão na marra. Na cidade de Ancona, ainda na segunda fase, choveu críticas após o “jogo da vergonha”. O Brasil poderia perder para a Bulgária que ainda pegaria um caminho mais fácil no campeonato. Perdeu. O técnico Bernardinho foi chamado de covarde, e a seleção de vergonhosa. Neste meio tempo, o oposto Leandro Vissotto sentiu dores no calcanhar e Murilo, câimbras na panturrilha. Problemas. Muito problemas, que foram superados pouco a pouco.

Chorando, logo após a final, Bruninho ratificou o discurso do MVP.

- A gente se fechou e foi passando pelos problemas juntos. Um ajudando o outro. Um time, uma família. Sem dúvida, foi um campeonato difícil. Foi a vitória da superação

veja também