O mais importante de tudo é permanecer com o Pai

Deus fica feliz em fazermos para Ele, mas o mais importante para Deus é estarmos conectados nEle.

fonte: Guiame, Adriane Ferretti Salvitti e Rodrigo Salvitti

Atualizado: Terça-feira, 26 Novembro de 2019 as 1:38

(Foto: Getty)
(Foto: Getty)

Nós cristãos, ao longo dos anos, nos esforçamos em querer fazer a obra de Deus. Nós queremos dar frutos e mostrar que somos capazes de realizar grandes feitos. E esses feitos, que deveriam ser diante de Deus com a intenção de ser para Ele, mas, na verdade, são diante dos homens e para agradar aa nós mesmos e aos outros.

Logicamente que Deus fica feliz em estarmos fazendo para Ele. Mas o mais importante para Deus é estarmos conectados nEle. Creio que a maioria dos cristãos começam bem, com o primeiro amor a Deus. Mas ao longo dos anos, se torna normal Jesus, se torna comum a palavra de Deus, se torna normal as coisas diante do Criador, perdendo a essência, e aos poucos o valor, o temor e a reverência aos princípios vai sumindo conforme vamos crescendo. Quando deveríamos diminuir e depender mais Dele, passamos a achar que já sabemos e podemos com nossa própria capacidade.

Em 1 Coríntios 10:12 diz “Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia”. Vemos aqui que podemos julgar que estamos firmes por nós mesmos, mas sem estar conectado com Deus, meditando dia e noite na Sua palavra, pois todo pecado, quando erramos o caminho, teremos consequências e queda por não entender e viver o que Deus deixou para nós.

No livro de João 15:15 diz que “Eu Sou a videira, vós os ramos. Aquele que permanece em mim, e Eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim não podeis realizar obra alguma”.

Vemos um ensinamento muito importante nesse versículo, que diz que ao invés de pensarmos e termos o principal objetivo em dar frutos, temos que entender que deveríamos estar nos esforçando em permanecer ligados à fonte que é Cristo.

Deveríamos em primeiro lugar, nos preocuparmos em dar frutos, nos esforçarmos para estarmos cheios do princípio de Deus e os frutos viriam automaticamente. Primeiro devemos ser de Deus e depois fazer pra Deus.

Em Mateus 7:22,23 “Muitos dirão a mim naquele dia: 'Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’ Então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal. O sábio e o insensato.”

Jesus nos deixa claro que não é nos fazer em Seu nome, mas sim ser carta viva como ele nos chamou pra sermos.

A única maneira de nós vencermos o pecado é através de estarmos cheios dos princípios de Deus. Quando esquecemos dos princípios em nós, o pecado chega, nos cega e nos leva pra longe de Deus.

Nos distraímos e nos ocupamos muito com o fazer para Deus. Muitas pessoas acham que estar sendo ativo, sendo usado e se movimentado dentro do ministério ou no ‘ide’ no seu dia a dia estão agradando a Deus com suas vidas, mas vemos Deus querendo um relacionamento com o homem, vemos um Deus interessado em primeiro Ser vivo dentro de cada um de nós, onde o Espírito Santo os guia e Deus pode assim nos chamar de filhos como vemos no livro de Romanos 8:14: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus.”

A mensagem de Lucas 10, onde Maria escolheu a melhor parte ao invés de Marta querer fazer as coisas para Jesus é exatamente o espelho de hoje de muitas pessoas dentro das igrejas.

Deus entregou Seu Filho para nós termos acesso e relacionamento novamente com Ele. O relacionamento vivo não é fora de nós, mas através do Espírito Santo, que ELE vivesse dentro de cada um de nós todos os dias até a consumação do século como Ele nos prometeu. Só depende de nós, pois Ele sempre está à porta batendo para entrar e fazer morada.

Que hoje você viva um relacionamento genuíno com o Pai, pois as demais coisas serão acrescentadas.

Shalom! Deus abençoe!

Por Adriane Ferretti Salvitti, pastora da Igreja Apostólica Restaurando Nações - IARN Japão, palestrante nas áreas de saúde e espiritualidade fisioterapeuta e Health Coach

Rodrigo Salvitti, pastor da Igreja Apostólica Restaurando Nações - IARN Japão, palestrante na área de espiritualidade e fisioterapeuta.

* O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

 

veja também