MENU

O empurrão amigo

“Talvez o que falta é apenas um empurrãozinho amigo.”

fonte: Guiame, Alexandre Grego

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2021 as 1:03

(Foto: Pinterest)
(Foto: Pinterest)

Algumas situações nos perturbam constantemente de maneira que nos fazem refletir a respeito de nossa capacidade de superação, de enfrentamento e de coragem. Diante das adversidades da vida nos acomodamos em nossa zona de conforto, muitas vezes aceitando uma condição de miséria por medo de nos aventurarmos no novo. E digo isso não apoiando o pensamento que devemos largar tudo, jogar tudo pra cima e de maneira irresponsável, agir em nome de uma fé burra.

Você não precisa mudar de ambiente, de lugar para fluir no propósito de Deus, a maioria das vezes precisa apenas despertar.

Acredito que precisamos entender qual é o propósito de Deus para nós e, a partir de então, sermos ousados para nos lançar crendo que o Senhor está no controle de tudo, conforme Ele diz em Jr 29.11 - Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.

Os planos Dele são sempre maiores e melhores que os nossos mais perfeitos sonhos. Porém a incerteza em certos momentos nos paralisa, fazendo-nos duvidar de tudo que já ouvimos a respeito de suas promessas sobre nós. Lembro-me de uma ilustração interessante e gostaria de compartilhá-la.

Certa vez uma águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes cutucões. Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair? - Pensou ela.

O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. E se justamente agora isto não funcionar?

Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão estava prestes a se completar, restava ainda uma tarefa final o empurrão.

A águia encheu-se de coragem. Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas não haverá propósito para a sua vida.

Enquanto eles não aprenderem a voar não compreenderão o privilégio que é nascer águia. O empurrão era o melhor presente que ela podia oferecer-lhes. Era seu supremo ato de amor. Então, um a um, ela os precipitou para o abismo. E eles voaram!

Há certas situações que as circunstâncias fazem o papel de águia. São elas que nos empurram para o abismo, e quem sabe se não são elas, as próprias circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar.

Por isso não culpe a águia, agradeça!

“Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão.” Isaías 40.31

Deus abençoe!

Alexandre Grego é Pastor, Bacharel em Teologia, Life Coaching, e escritor dos livros “Somos Flechas”, “E Urias?” e “Não existe família perfeita, existe família feliz”. Também é conferencista nas áreas de liderança e casais. Exerce sua atividade pastoral no Ministério Apostólico Koinonia, na cidade de Mogi das Cruzes/SP, é casado com a Pra. Marines Grego.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Guarde o seu coração

veja também