Cansado de más notícias?

Não importa o lugar. Desde um velório até a festa de um casamento, as pessoas tentam desenvolver conversas com temas diversos, mas não tem jeito, os assuntos terminam nas más notícias que monopolizam as expectativas e incertezas de quase todos atualmente.

Fonte: Guiame, Edmilson MendesAtualizado: quinta-feira, 31 de março de 2016 19:44
Nos últimos meses, as manifestações contra o atual governo do Brasil têm tomado as ruas das cidades de todo o país. (Foto: Atlas web)
Nos últimos meses, as manifestações contra o atual governo do Brasil têm tomado as ruas das cidades de todo o país. (Foto: Atlas web)

Eu também estou. Outro dia cronometrei a exibição de um telejornal, 80% do tempo falando de corrupção. Era corrupção no PT, no PSDB, na FIFA, na CBF, no Rio, em São Paulo, em Brasília e em algumas empresas.

O problema com tantas denúncias e a avalanche de manchetes em absolutamente todos os meios de comunicação, é que em vez de produzir uma boa atitude e indignação, acaba anestesiando boa parcela das pessoas. É mais ou menos como as escancaradas sacanagens nas novelas, já se tornaram normais e aceitáveis.

E quanto aos ditos programas policiais? Neles, a violência humana é o show que seduz patrocinadores interessados nas audiências que os mesmos provocam, gente querendo ver detalhes e ângulos de crimes, violências e abusos que têm as cidades como seus cenários preferidos.

Não importa o lugar. Desde um velório até a festa de um casamento, as pessoas tentam desenvolver conversas com temas diversos, mas não tem jeito, os assuntos terminam nas más notícias que monopolizam as expectativas e incertezas de quase todos atualmente.

Tudo isso cansa muito. Parece uma goteira incessante numa noite escura com duzentas horas de duração, repetindo a cada gota um lamento triste e insuportável, afinal, más notícias cansam.

Ao olhar para a Galileia dos tempos de Jesus, para as ruas empoeiradas de Jerusalém, pesquiso e me informo que as gentes daquela época também estavam cansadas. A opressão e o domínio do Império Romano podiam ser sentidos e sofridos em cada metro quadrado, em cada coração angustiado, em cada lar explorado, em cada lei refém da letra fria e destituída de qualquer espírito misericordioso. Sim, más notícias eram a rotina diária e a realidade que, havia décadas, aquela gente enfrentava.

No meio de toda aquela desesperança denunciada pelos olhares, o que trouxe esperança? Apenas uma boa notícia, o Evangelho, as Boas Novas de salvação, porque é exatamente isso que o evangelho é, uma excelente notícia se contrapondo a todas as más notícias. Ao mudar individualmente a vida de cada um que aceitava sua mensagem de arrependimento e conversão, Jesus estava mudando a face daquela sociedade, pois uma sociedade só se transforma a partir de gente transformada.

O que estamos esperando diante de tantas e diárias más notícias? Somos ou não portadores e mensageiros das Boas Novas? O Evangelho segue sendo o poder de Deus para todo aquele que crê, inclusive para todo aquele que já se cansou de tanta má notícia.

Estou cansado. Meu palpite é que muitos também estão. Penso que milhares estão ansiando ouvir pelo menos uma profunda e verdadeira boa notícia. Será que não é esta a hora de reproduzirmos as diretas e doces palavras do Mestre? Aquele antigo convite que certa vez Ele fez: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve, e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração.”

Paz!

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições