Desafio BBB. Davi perdeu.

Desafio BBB. Davi perdeu.

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:28

Se entendi corretamente as apresentações, são 15 animais do zoológico: o judeu tarado, o gay afeminado, a dentista gostosa, o negro com suingue, a nerd tímida, a gostosa com bundão, a não sou piranha mas não sou santa, o modelo Mr. Maringá, a nordestina sorridente, a lésbica convicta, a DJ intelectual, o carioca marrento, o maquiador drag-queen, o advogado vaidoso e a PM que gosta de apanhar. As descrições que você acabou de ler não são minhas, são de Maurício Stycer, repórter e crítico do UOL, foram feitas dia 12.01.10. Note na fala inicial do repórter, já se tornou comum tratar os participantes como animais e a casa do BBB como um zoológico humano assistido pela curiosidade e tara de outros humanos, ou sei lá o quê. Lastimável.

A variedade de estilos e opções da casa acerta em cheio. Uma vez que vai de encontro a tendência pluralista da sociedade pós-moderna dos nossos dias. Talvez a maioria da audiência não assista o programa por gostar de todos os participantes, mas por gostar de alguns poucos ou apenas de um. Mais ou menos assim, assiste-se por se aprovar uns e não suportar outros. Independente do motivo para se dedicar tempo e torcida para o programa, o baixíssimo conteúdo(?!?) do mesmo é despejado em milhares de lares, que literalmente param, como sabemos, para dar uma espiadinha.

Outra opinião, agora do jornalista e apresentador Marcos Savoy, sem rodeios afirma o seguinte: Eles propõem que o que mais faz sacanagem ganha o prêmio. A TV devia fazer o povo pensar e não o fazer de burro, como este e outros programas deste estilo, principalmente explorando a sensualidade.

Lamentavelmente a massa que curte o BBB não está nem aí para opiniões como a destes dois jornalistas que citei. O mais impressionante é que, nesta linha de opinião, existem inúmeras outras opiniões. Todas reprovando e desaconselhando. Muitas delas não estão ligadas a igrejas ou crentes. Simplesmente são opiniões de quem analisou, questionou, pesou prejuízos e benefícios, calculou e concluiu: não dá, é perda de tempo. Uma boa comparação para entendermos são os avisos sobre os danos à saúde causados pelo cigarro e impressos nas embalagens, estão lá, escritos de forma clara, os fumantes sabem, lêem, mas também não estão nem aí.

Antes de Cristo não havia TV, nem BBB, nem similares. Mas havia casa e gente se exibindo. O rei Davi que o diga! Quando penso em Davi fico admirado. Guerreiro, conquistador, estrategista, poeta, rei. Ler os seus salmos é encontrar refrigério, esperança, consolo, alegria, conforto. Para a enorme maioria dos cristãos, maioria na qual me incluo, a biografia de Davi é inalcansável, excedendo em feitos e proezas da fé. No entanto, Davi tombou diante daquilo que o Bial chama de dar uma espiadinha.

Do alto do seu currículo, Davi pensou que controlaria a situação. Porém, depois da espiadinha registrada em II Samuel 11:2-4, ele sentiu na pele a tragédia da espiadinha, da ficadinha e da engravidadinha. Alguns participantes da casa foram sendo eliminados. Um ele mesmo escolheu e mentoriou seu assassinato, o marido que então havia traído. O outro eliminado foi o bebê fruto do adultério. Davi até que tentou mudar o resultado, jejuou vários dias pela vida do menino, mas foi em vão, a criança morreu. Davi perdeu. Perdeu para sua irresponsável espiadinha. Não era para ele estar no terraço do palácio espiando a mulher de outro homem. Ele tinha que estar na batalha como todos os outros reis. Mas não, baixou a guarda e...perdeu

A lição de Davi precisa servir para nós. Deus deu para ele habilidades com funda, espada, lança. No dia que ele abriu mão de suas habilidades e talentos acabou sendo atingido. Na batalha da vida os combates não cessam, precisamos estar em constante vigília, cuidando de nossos tesouros preciosos, casa, família, irmãos, amigos. Nesta perspectiva, a frase enviada por Lisério da Silva, chama nossa atenção: BBB, um dardo inflamadíssimo que satanás está lançando sobre nós.

Talvez você ache a frase do Lisério exagerada. Ou fanática. Quem sabe apelativa. Talvez você ache que crentes espiritualizam tudo. Ou então você concorde com a frase, a considerando certeira, clara e adequada. No meu caso, eu escolhi esta frase por causa de duas palavras, aquelas que estão logo após BBB - um dardo -/ ou seja, o BBB não é O dardo, mas UM dardo, um entre tantos. Inflamadíssimo sim, mas não é o único.

Propositalmente escolhi aquela triste passagem na vida de Davi. A exemplo do rei, quando descuidados, um dardo pode nos atingir. Atingiu um guerreiro como o rei Davi, por que não nos atingiria? A aljava do mundo está carregadíssima. Tem o AAA, o BBB, o CCC, o DDD, enfim, tem o alfabeto inteiro. Os 15 tipos do atual BBB10 deixam clara esta mensagem, os dardos inflamados do maligno são mutantes. Assumem variadas formas e estilos para nos atingirem no primeiro descuido. Cuidado, o esporte de dar uma espiadinha, sem desconfiar que se está brincando com dardos, pode se tornar extremamente arriscado.

Paz!

Pr. Edmilson Mendes

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições