Estupro na moral.

Estupro na moral.

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:10

Em vez de crerem naquilo que eles próprios sabiam ser a verdade sobre Deus, escolheram de vontade própria crer em mentiras. São estas as palavras usadas em Romanos 1.25 na tradução da Bíblia Viva. Me parece uma tradução apropriada para os tempos loucos que estamos vivendo, onde a verdade é tida como mentira, e a mentira é reverenciada como verdade por homens indesculpáveis numa descarada inversão de valores.

A risível moral da atualidade não cansa de zombar da boa fé e da mínima capacidade de compreensão. Me assustei com uma notícia da Tunísia. Acompanhe. Uma jovem foi vista por três policiais tunisianos em uma posição imoral com seu namorado. Diante da cena, veja o que os três policiais fizeram. Dois estupraram a garota enquanto o terceiro segurava o namorado. Flagrados, os policiais foram presos. Agora, na justiça, a alegação da defesa dos policiais acusa a garota de atentado ao pudor. Ou seja, ela mesma é culpada pelo estupro que sofreu. Como?!?

A reportagem não detalha que tipo de posição imoral ela estava com o namorado quando os três policiais os surpreenderam. E nem precisa, fosse qual fosse a posição, nada justifica a atitude dos policiais. Pelo menos para nossa visão ocidental. Lá na Tunísia, muitos apostam que os policiais serão absolvidos. Para você ter uma ideia, hoje, na Tunísia, mulheres têm sido regularmente punidas por suas roupas ou por saírem a noite sem um homem da família. Então…

Deixando a cultura de cada país de lado, e olhando através dos limites com os quais crescemos, o festival dos absurdos parece não ter fim. Dois policiais, que deveriam defender civis, estupram e alegam que sofreram atentado ao pudor. Que pudor? É para rir ou para chorar? Sem dúvida, chorar. De raiva.

Cínicos, covardes, irônicos e abusados não faltam. Os policiais tunisianos, infelizmente, não estão sozinhos. Tem muita gente brincando perigosamente com a posição de autoridade que ocupam. Ao mal chamam bem, e ao bem chamam mal. A maioria desta gente, quando surpreendida opta por fazer o papel de vítima, tentando iludir, seduzir e enganar os tribunais humanos. O mais incrível é que em muitos casos conseguem.

O pecado, no entanto, é como qualquer produto nas gôndolas dos supermercados: tem data de validade. Vencida a data começa a apodrecer e a feder. Se consumido causará doenças, em alguns casos causará até a morte. Vítimas hipócritas fazem surgir a torcida dos penalizados, resolvendo por um tempo seu particular problema, mas na real o que fazem é prestar um grande desserviço. Pois, ao mentir, enganar, iludir com falsas intenções, o que de fato fazem é estuprar a moral.

Procure na Bíblia. A auto-piedade e a auto-comiseração nunca sensibilizaram o coração de Deus. Deus procura corações contritos, quebrados, envergonhados, arrependidos e que abraçam o único recurso autêntico para o devido tratamento e consequente cura do pecado: a confissão. Confissão honesta, do fundo da alma e disposta a suportar todas as consequências do tratamento. E não confissões fabricadas pelo desespero típico dos que já foram desmascarados e buscam apenas uma posição melhorzinha na foto.

E se o caso for este, da posição melhorzinha na foto, não tem mais solução? Tem. Nunca é tarde para confissões honestas e sinceras. Nunca é tarde para se voltar a prática das primeiras obras. Pelo menos, até que Ele venha, a Graça estará disponível a todos nós, pecadores. A pergunta que deveria incomodar é: A Graça e o perdão estão disponíveis até a volta dEle, mas e eu, até quando estarei respirando e em condições de clamar por esta Graça?

Há perdão para os namorados e policiais tunisianos. Há perdão para todos nós. A graça é assim, maravilhosa e escandalosa. Não a compreendemos, mas podemos humildemente nos colocarmos embaixo dela, deixando-nos inundar inteiramente por seu amor e justiça. Inversões sempre serão perigosas. Que em nossas vidas o mal continue sendo mal, e o bem continue sendo bem. Tudo ficará menos complicado.

Paz!

por Edmilson Mendes
e-mail: [email protected]
blog: calicedevida.com.br
twitter: @Edmilson_Regina


Siga-nos

Mais do Guiame